Concorrente da Tesla aproveita negativa de Elon Musk e lança carro elétrico que minera Dogecoin e Bitcoin

Valdemar Medeiros
por
-
02-06-2021 13:05:41
em Logística e Transporte
Tesla - Bitcoin - Elon Musk - Dogecoin - carro elétrico Lamborguini Vira Estação de mineração – créditos – Reprodução Google/Recharge News

Já imaginou minerar Bitcoin, Dogecoin ou outras criptomoedas no seu próprio carro elétrico? Essa é a proposta da Daymak Inc, concorrente do CEO de Elon Musk, da Tesla

Aproveitando que a Tesla, de Elon Musk, não irá mais aceitar pagamentos com Bitcoin, uma de suas concorrentes pretende lançar um carro elétrico que minera não só Bitcoin, mas também Dogecoin e outras criptomoedas no mercado automotivo. A ideia tem atraído diversos investidores e internautas.

Leia também

Conheça melhor a ideia da concorrente da Tesla, de Elon Musk

O carro elétrico será desenvolvido no Canadá pela Daymak Inc. A empresa anunciou que seu próximo carro elétrico Spiritus, que será o quinto modelo da série Avvenire, será capaz de minerar Bitcoin, Dogecoin e outras moedas, como a Ethereum e Cardano.

A concorrente da Tesla afirma que o Spiritus, que tem data prevista para 2023, também poderá ser movido a energia solar, utilizando a infraestrutura Nebula para que a atividade seja sustentável. Além do carro elétrico, a empresa afirmou que os clientes podem fazer pré-encomendas dos veículos utilizando também o Bitcoin e Dogecoin como pagamento.

Entenda melhor o motivo da Tesla não aceitar Bitcoin

Em maio, o bilionário Elon Musk anunciou que a Tesla não aceitaria pagamentos com a criptomoeda, devido à preocupação da montadora de carros elétricos com o meio ambiente.

Essa notícia fez com que o preço do ativo caísse em até 15% em pouco tempo, sendo a maior queda do Bitcoin em 3 anos. Em uma publicação na sua rede social, Elon Musk afirma que a Tesla está preocupada com o rápido aumento no uso de combustíveis poluentes derivados do petróleo que estão ligados à criptomoeda. Ele afirma, também, que apesar das moedas virtuais serem uma boa ideia, elas não podem ter um impacto negativo no meio ambiente.

A Tesla, do CEO Elon Musk, começou a aceitar a criptomoeda em março deste ano. Em um relatório do Bank of América, é afirmado que a cada US$ 1 bilhão de bitcoins, são gerados carbonos de cerca de 1,2 milhões de carros, sendo assim, os investimentos da Tesla seriam os mesmos de colocarem 1,8 milhões de carros com motor a combustão para circularem.

Conheça a Dogecoin, a “moeda meme”

Afinal, você conhece a Dogecoin? Por incrível que pareça, a ela surgiu sem nenhum tipo de intenção, a partir de um meme da internet que acabou conquistando milhares de entusiastas em todo o mundo, fazendo com que ela chegasse em quarto lugar na lista de criptomoedas em valor de mercado.

Ela foi criada em 6 de dezembro de 2013 pelos programadores Jackson Palmer e Billy Markus, que planejavam criar apenas uma criptomoeda divertida para atingir um público maior que o do Bitcoin.  

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe