ANEEL pode acionar a bandeira vermelha no próximo mês e conta de energia pode aumentar em até 8,5%

Conta de luz fica mais cara - ANEEL Conta de luz fica mais cara – ANEEL

A conta de energia deve ganhar um grande aumento de quase 9% caso a estiagem continue e a ANEEL aplique a bandeira vermelha

Não é de hoje que o brasileiro sofre com a alta dos combustíveis, mas, agora, também poderá sofrer com o aumento da conta de luz. Um estudo da Trinity Energia alertou que, em pouco tempo, a conta de energia dos brasileiros pode elevar-se em até 8,5%, levantamento feito pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

A Trinity Energia, destacou que, por conta da falta de chuvas, a partir de maio de 2021, a Agência Nacional de Energia Elétrica pode acabar acionando a tarifa vermelha, elevando ainda mais o preço da conta de luz.

Conta de luz mais cara para os brasileiros por conta da estiagem

Quando isso vier a acontecer, a Trinity projeta que a tarifa paga pelos brasileiros ganhe um aumento de R$ 0,04169 a cada kWh consumidos, ou R$ 4,169 para cada 100 kWh. Um estudo da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) mostrou, em 2019, que, em média, os brasileiros consomem 162 kWh/mês. Com isso, cada família deve ter um aumento de até R$ 6,75 na conta de luz, em média.

O sistema de bandeiras tarifárias da ANEEL é uma forma de indicar ao consumidor qual é o custo real da energia elétrica. Quando a bandeira é verde, indica que não há grandes restrições para o consumo, logo a conta fica mais barata. Ela ficando amarela, já é um sinal de preocupação. Já a vermelha patamar 1, é para ligar um alerta nos consumidores. A vermelha patamar 2 já vem para deixar a conta de luz bem mais cara, sinalizando que, se não houver um consumo consciente, poderá haver um colapso no sistema.

conta de luz - preço - energia - elétrica - gás - etanol - encargos - tributos - indústria - vagas
Conta de luz mais cara / Fonte: Reprodução Google

Isso pode acontecer por conta de um período com poucas chuvas, que ocorre, geralmente, entre dezembro e março. A estiagem prolongada pode fazer o nível dos reservatórios cair, gerando, na conta, preços elevados, fazendo doer ainda mais o bolso dos brasileiros.

Por ora, acreditamos que o racionamento de água está descartado. Porém, com o anúncio da bandeira vermelha patamar 2, e mesmo no patamar 1, é importante que os consumidores busquem evitar o desperdício de água e energia“, destacou João Sanches, CEO da Trinity Energia.

Tags:
Fábio Lucas
Jornalista brasileiro, amo esportes, notícias e política. Já contribui em diversos outros portais relacionados a esportes, economia e informações regionais.