Alstom investirá R$ 80 milhões para ampliar produção em fábrica no interior de São Paulo. 750 novos empregos serão criados

Roberta Souza
por
-
06-10-2021 13:06:47
em Indústria e Construção Civil
Fábrica – São Paulo – empregos Fábrica da Alstom/ Fonte: Via Trolebus

Os aportes a serem feitos na fábrica são para atender a fabricação de trens em projetos internacionais e também para a Linha 6 do metrô em São Paulo

A multinacional francesa Alstom anunciou nesta terça-feira (05/10), uma ampliação nas operações na fábrica de Taubaté, no interior do estado de São Paulo. A empresa irá realizar um investimento de R$ 80 milhões para atender a fabricação de trens em projetos internacionais. Cerca de 750 novos empregos serão criados com o plano de ampliação da Alstom. Leia ainda esta notícia: Volkswagen coloca 800 funcionários em férias coletivas por falta de material para produção, em fábrica no interior de São Paulo

Ampliação de produção na fábrica no interior de São Paulo

Para atender aos novos projetos, a Alstom está investindo cerca de 14 milhões de euros (R$ 80 milhões), em modernizações e adaptações da sua fábrica, com o objetivo de iniciar a produção dos novos projetos a partir de 2022. Novas estruturas estão sendo erguidas no complexo de produção da empresa em Taubaté, no interior do estado de São Paulo, com previsão de entrar em operação no começo do ano que vem.

Para atender a fabricação de trens em projetos internacionais e também para a Linha 6 do metrô em São Paulo, serão 500 novas vagas de emprego geradas a partir do ano que vem até o fim de 2023 em Taubaté. Posteriormente, devem ser abertas mais 200 oportunidades para atuação na fábrica no interior paulista e outras 50, em São Paulo.

Capacitação para os candidatos das vagas de emprego

Para capacitar os futuros profissionais que atuarão na produção dos mais de 130 trens, sendo mais de 750 carros, a Alstom assinou uma parceria com o Senai Taubaté. O anúncio foi feito na manhã desta terça-feira (5), na fábrica de Taubaté com a presença do governador de São Paulo, João Doria, e do secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, além do presidente do Senai Taubaté, Fernando Gonçalves.

Os novos empregos na fábrica do interior do estado de São Paulo, servirão para atender contratos para a Linha 6-Laranja de metrô de São Paulo e para as Linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda do Sistema de Trens Metropolitanos paulista. Além desses dois projetos nacionais, a Alstom também fabricará na unidade de Taubaté, os trens para a fase dois da Linha Circular e para a extensão da Linha 7 do Metrô de Taipei, em Taiwan, além da nova linha M5 do Metrô de Bucareste, na Romênia.

Segundo a empresa, serão capacitados 600 profissionais pelo Senai Taubaté a partir de janeiro de 2022. Dos profissionais capacitados, cerca de 500 serão contratados de forma gradual até janeiro de 2023 pela Alstom ou por empresas parceiras para atuarem nos projetos. Os demais poderão ser contratados posteriormente, pela própria companhia ou por qualquer outra empresa da região. Entre as principais vagas disponíveis na Alstom Taubaté estão: ajudantes, operadores e montadores. A ORIENTAÇÃO DA ALSTOM É DE QUE OS INTERESSADOS SE CADASTREM NO SITE DA EMPRESA.

Confira também: Fábrica da Toyota no estado de São Paulo abrirá 450 novos empregos com retomada de 3º turno

A Toyota anunciou que vai reabrir um terceiro turno de trabalho na fábrica de Sorocaba, no interior do estado de São Paulo, a partir de janeiro. A montadora japonesa, pouco afetada pela crise dos semicondutores, irá operar em jornada de 24 horas. A empresa contratará 450 funcionários a partir deste mês. Mais 50 empregos serão gerados em outras unidades do grupo e 350 na cadeia de fornecedores da região.

Como citados em outra oportunidade, em entrevista ao Jornal Cruzeiro do Sul, a Toyota Brasil informou no dia 6 de julho, que já estava estudando a possibilidade de retomar com o 3º turno na fábrica em Sorocaba, no interior do estado de São Paulo, a partir do ano que vem. A empresa na época ainda não havia confirmado os possíveis novos empregos a serem gerados na fábrica, porém as especulações estimavam que mais 400 empregos seriam criados.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos
fwefwefwefwefwe