Agronegócio brasileiro: potência que pode dobrar de valor e tamanho até 2025

Roberta Souza
por
-
26-02-2021 14:57:59
em Usina e Agronegócio
Santa Catarina, agronegócio Setor do agronegócio/ Fonte: Bolsa Brasileira de Mercadorias

Segundo estudos, a meta é dobrar o tamanho da produção e trazer o valor do agronegócio para 3,5 trilhões de reais

O agronegócio brasileiro tem grande representatividade no cenário global. O país é o terceiro maior na produção de alimentos do mundo, podendo ser classificado em primeiro até 2025. O esperado para 2021 é que o Produto Agrícola Bruto (VBP) atinja a marca recorde de mais de 1 trilhão de reais.

Veja ainda outras notícias do dia:

O Agro é um dos setores da economia brasileira que mais cresceu e se desenvolveu nos últimos anos. De janeiro a novembro de 2020, houve um aumento de 19,66%.

José Luiz Tejon, professor e escritor, disse que “Nossa meta é dobrar o tamanho do agro e fazer ele chegar em um valor de R$ 3,5 trilhões em dez anos. Podemos fazer isso com a integração de agricultores, Embrapa, agroindústria e comércio. O agro é patrimônio do Brasil”.

Exportações e empregabilidade:

Um estudo divulgado pelo Centro de Pesquisa Avançada de Economia Aplicada – (Cepea / Esalq / USP) mostra o desempenho do agronegócio, na criação de novas oportunidades de emprego, no terceiro trimestre de 2020 foi um aumento de 1,3% em relação ao trimestre anterior. A participação do setor em contratações chega a 20%.

O levantamento significa um acréscimo de 217 mil pessoas e o total de pessoas empregadas neste setor foi de 16,94 milhões. Na mesma comparação, o número de empregados no Brasil está na direção oposta, uma queda de 1,06%, ou seja, mais de 883 mil pessoas.

Já nos últimos dez anos, o setor do agronegócio tornou-se cada vez mais importante e responde por grande parte da economia. De 2011 a 2020, o valor de exportações do setor é de próximo a 1 trilhão de dólares e a balança comercial do setor é de 800 bilhões de dólares. As exportações não afetam apenas a renda e a capacidade de investimento dos produtores, mas também os preços internos, que em muitos casos começam a refletir os valores externos.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos