R$ 250 milhões serão investidos e mil empregos serão gerados com anúncio de nova fábrica na Bahia, da Tiasa

Roberta Souza
por
-
21-01-2021 16:17:19
em Economia, Negócios e Política
Investimentos, Bahia, empregos foto: reprodução

A multinacional Titânio América – Tiasa, irá abrir no Polo Industrial de Camaçari, na Bahia, uma nova fábrica de pigmentos de dióxido de titânio

A Titânio América – Tiasa, vai abrir uma nova unidade química no Polo Industrial da Camaçari, na Bahia. A nova fábrica terá investimento de R$ 250 milhões e pode gerar até mil empregos, sendo eles nas obras, diretos ou indiretos. Com a instalação da empresa no estado, a ideia é que possibilite ao Brasil reduzir a dependência da China e dos Estados Unidos na compra de pigmentos de dióxido de titânio.

Confira ainda outras notícias do dia:

Segundo Eduardo Tavares, presidente do Conselho de Administração da Tiasa, no empreendimento que será construído na Bahia, foram investidos R$ 100 milhões em desenvolvimento de tecnologia e plantas-piloto.

Eduardo diz que “Esse projeto de dióxido de titânio é inovador, foi desenvolvido nos últimos 10 anos e tem uma importância para o país, que é importador do produto. Dois terços do consumo brasileiro são abastecidos pela China e Estados Unidos e o Brasil poderá se tornar menos dependente do produto importado, favorecendo inclusive a balança comercial, além de gerar emprego e atender a indústria local. A tecnologia, desenvolvida por técnicos nacionais, é ambientalmente limpa e sustentável”.

Segundo a empresa, a estimativa é de que a fábrica entre em operação no final de 2022. Na primeira etapa, a capacidade de produção integrada de pigmentos de titânio e óxido de ferro do dispositivo chegará a 38 mil toneladas / ano, e a previsão é de chegar a 170 mil toneladas após a implantação de cada etapa do projeto.

Além dos pigmentos de dióxido de titânio utilizados para diversos fins, como tintas imobiliárias, produção de vidro e plástico e base para proteção solar, possui um segundo subproduto, a hematita sintética, que é utilizada na indústria do aço.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos
fwefwefwefwefwe