WEG e 2W Energia fecham monstruoso contrato no ramo de energia eólica do RN para 33 aerogeradores

Valdemar Medeiros
por
-
02-03-2021 10:41:13
em Energia Renovável
WEG - energia eólica - RN - aerogeradores Torre eólica WEG

Segundo a WEG e 2W Energia o lançamento dos aerogeradores de energia eólica no RN ocorram em 2020, mas tiveram que passar por aperfeiçoamento desde então

A 2W Energia anunciou por meio de nota na sexta-feira (26) que assinou contrato fechando parceria com a WEG para realizar o fornecimento de 33 aerogeradores de energia eólica que serão destinados ao Complexo Eólico Anemus, que fica localizado nos municípios de Currais Novos e São Vicente, no estado do Rio Grande do Norte – RN.

Leia também

Contrato, modelo escolhido e tempo de operação

Segundo o documento emitido sobre essa nova parceria de energia eólica no RN entre a WEG e 2W energia, o modelo escolhido foi o AGW 147/4,2 MW, que possui a potência nominal de 4,2 MW cada e os rotores ficarão a cerca de 125 metros acima do solo.

No contrato selado, foram contemplados a operação e manutenção dos aerogeradores de energia eólica, com o escopo elite, por um período estimado de 20 anos. É possível que esse prazo seja estendido, pois tudo dependerá do sucesso da parceria entre 2W e WEG.

“Com início de operação previsto para 2022, o Complexo Eólico Anemus possui investimento previsto em R$ 640 milhões e criará mais de 2.000 postos de trabalho. Toda a energia gerada nesse Complexo será destinada aos clientes do Energia Livre”, informou o Diretor de Relações com Investidores da 2W, Eduardo Masson de Andrade Martins.

“Os aerogeradores foram lançados em 2020, e é o principal canal de vendas no mercado livre de energia, de acordo com o plano de negócios da Companhia. A energia eólica gerada nesse Complexo equivalerá ao abastecimento de 360 mil residências com energia limpa e sustentável, evitando a emissão de mais de 320 mil toneladas de dióxido de carbono (CO2) por ano. Esse contrato sela uma grande parceria entre a 2W Energia e a WEG pelo objetivo comum de democratizar o acesso à energia renovável e limpa.”

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.