Vela de energia solar será testada pela NASA em missão no ano de 2022

Valdemar Medeiros
por
-
15-07-2021 12:39:01
em Energia Renovável
energia solar - NASA - Vela - missão Vela de energia solar da NASAS – créditos: Olhar digital

Visando substituir os combustíveis químicos nos foguetes tradicionais, a NASA lançará uma Vela de energia solar que será utilizada como uma espécie de propulsor para viagens de longa duração de sondas espaciais

A National Aeronautic and Space Administration (NASA) realizará uma missão para demonstrar e testar a inovadora vela de energia solar na prática. A missão recebeu o nome de ACS3, Sigla em inglês para Sistema de Vela Solar com Compósito Avançado, e tem data prevista para ser lançada no próximo ano. A Vela de energia solar da NASA deverá ser utilizada como uma espécie de propulsor para viagens de longa duração de sondas espaciais.

Leia outras noticias relacionadas

NASA deixando de lado os combustíveis químicos nos foguetes para usar energia solar

O projeto solar da entidade utilizará um sistema de hastes telescópicas inovador, que se esticam no espaço para que a vela se abra. O projeto será capaz de impulsionar as naves espaciais da NASA, aproveitando a pressão de radiação da luz solar ou de um laser projetado à distância.

Sendo assim, não será mais necessário utilizar combustíveis químicos nem fontes nucleares para impulsionar os foguetes tradicionais. A expetativa da NASA é enviar sondas ao espaço profundo, onde a nova tecnologia será utilizada para velas de energia solar de até 500 m².

Um processo que pode durar menos de meia hora

Testes da vela de energia solar

Quando a vela chegar ao espaço, abrirá seus painéis solares e estenderá quatro mastros telescópicos, que poderão atingir até 7 metros de comprimento cada. Junto aos mastros, que são construídos com um material polimérico reforçado e flexível com fibra de carbono, também estará o tecido da vela de energia solar da NASA.

Todo esse processo de teste levará cerca de 20 a 30 minutos, onde um conjunto de câmeras filmarão o procedimento para que seja avaliado o funcionamento e a forma final da vela de energia solar.

Após a vela estar totalmente “aberta”, a missão deverá realizar a coleta de uma série de dados sobre a velocidade e aceleração atingidas pela nave, quando “empurrada” pela radiação da luz solar.

NASA estuda a possibilidade de criar uma vela solar de 2.000 m²

As barras extensíveis criadas pela NASA são 75% mais leves e sofrem 100 vezes menos distorção térmica no espaço se comparadas com as barras metálicas que foram lançadas anteriormente.

Outro benefício, estão nas próprias velas solares que são limitadas pela resistência dos materiais que as compõe e dos sistemas eletrônicos das sondas, ou seja, elas tem capacidade de operar indefinidamente. A NASA está trabalhando atualmente para desenvolver novos mecanismos, onde será possível criar velas de energia solar de até 2.000 m².

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.