Trabalhador offshore gravemente ferido após queda da linha de perfuração em convés de plataforma

offshore

Plataforma de perfuração pertence a Diamond offshore e organismo nacional de segurança emite aviso de proibição de operações na sonda.

Um trabalhador de petróleo offshore sofreu ferimentos graves na plataforma de perfuração Ocean Monarch da Diamond offshore em operação no Estreito de Bass na Austrália, levando o organismo nacional de segurança offshore (NOPSEMA) a emitir um “aviso de proibição”.
Leia aqui também a notícia do operador da Petrobras que sofreu grave acidente a bordo da P74.

A NOPSEMA disse que o trabalhador foi ferido em 17 de setembro, depois que uma linha de perfuração caiu no piso de perfuração da “Ocean Monarch” após a tensão aplicada pelos trabalhos de tração, durante a substituição da linha de perfuração 2, exceder a força de ruptura do cabo de aço, causando sua destruição.

Segundo a agência de segurança, o impacto resultou em ferimentos significativos e o equipamento que caiu da altura considerável teve o potencial de ferimentos fatais.

Ao entender porque o incidente aconteceu, a NOPSEMA declarou: “Ao mudar a linha de perfuração, o operador não tinha como monitorar a quantidade de tensão aplicada pelos trabalhos de tração, como resultado, uma tensão excessiva foi aplicada à linha de perfuração que excedia a ruptura causando a destruição do cabo de aço, resultando na queda da linha de perfuração no piso da perfuração e ferindo significativamente um membro da força de trabalho. ”

Após uma inspeção no local, a NOPSEMA determinou que a operação não deve ser realizada novamente até que a Diamond offshore implemente sistemas e práticas de trabalho adequados para remover a ameaça à saúde e segurança dos funcionários da embarcação.

“A NOPSEMA continua a investigar esse assunto e outras medidas de execução, se necessário, podem ser tomadas”, disse o órgão regulador na sexta-feira.

Segundo as informações disponíveis, no momento do incidente, a sonda estava trabalhando para a Cooper Energy no poço Annie-1. O incidente aconteceu um dia após Cooper ter anunciado que interromperia seu programa de perfuração na costa da Austrália devido ao rompimento de duas correntes de amarração na “Ocean Monarch”.

Leia também ! Engeman fatura contrato com a Petrobras e Chevron para serviços de manutenção offshore no RJ !

Renato Oliveira

About Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki)