Saiba como trabalhar legalmente nos Estados Unidos sem risco de deportação


Estados Unidos Trabalho Visto Americano

Muitas pessoas querem ir para os Estados Unidos para trabalhar. Saiba o que você deve fazer para trabalhar no país americano

Apesar de toda rigidez dos Estados Unidos para liberar  ou legalizar vistos de imigrantes não-americanos, nunca se liberou tantas permissões de trabalho para aqueles que desejam entrar legalmente na “terra dos sonhos”, segundo reportagem especial da Record News ontem(02). Vamos listar alguns passos que deverão ser tomados por vocês, segundo o Serviço de Cidadania e Imigração dos Estados Unidos (USCIS na sigla em inglês). Veja também: Pode faltar 375.000 soldadores até 2023 nos Estados Unidos e a indústria americana pede socorro

  • Um Cartão de Residente Permanente (também conhecido como Green Card ),
  • Um documento de autorização de emprego (permissão de trabalho) ou
  • Um visto relacionado ao emprego que permite que você trabalhe para um empregador específico.

Cada um dos documentos listados acima possui diferentes requisitos de aplicação. Para se candidatar a um dos documentos acima, você deve atender a diferentes requisitos. Se sua inscrição for aprovada, as condições que você deverá atender e quanto tempo poderá trabalhar nos Estados Unidos dependerá do recebimento de um Green Card, permissão de trabalho ou visto. É importante que você cumpra todas as condições de sua autorização de trabalho específica. Se você violar alguma das condições, poderá ser removido ou negado a reinserção nos Estados Unidos. Veja o resumo de alguns deste itens, clique sobre o nome para ser redirecionado ao site oficial da USCIS.

Trabalhador temporário (não imigrante) – Um trabalhador temporário é um indivíduo que procura entrar temporariamente nos Estados Unidos para uma finalidade específica. Os não imigrantes entram nos Estados Unidos por um período temporário e, uma vez nos Estados Unidos, ficam restritos à atividade ou razão pela qual o visto de não imigrante foi emitido.

Trabalhador Permanente (Imigrante) – Um trabalhador permanente é um indivíduo autorizado a viver e trabalhar permanentemente nos Estados Unidos.

Estudantes e intercambistas – Estudantes e visitantes de intercâmbio podem, em determinadas circunstâncias, ter permissão para trabalhar nos Estados Unidos. Eles devem obter permissão de um funcionário autorizado da escola. O funcionário autorizado é conhecido como Oficial da Escola Desenhada (DSO) para estudantes e o Responsible Officer (RO) para visitantes de intercâmbio.

Visitantes temporários para empresas – Para visitar os Estados Unidos para fins comerciais, você precisará obter um visto como visitante temporário para negócios (visto B-1), a menos que se qualifique para a admissão sem visto no Programa de Isenção de Visto. Para obter mais informações sobre os tópicos acima, selecione a categoria relacionada à sua situação à esquerda.

Informações para Empregadores e Funcionários – Os empregadores devem verificar se um indivíduo que eles planejam empregar ou continuar empregando nos Estados Unidos está autorizado a aceitar empregos nos Estados Unidos. Indivíduos, como aqueles que foram admitidos como residentes permanentes, com status de asilo ou refugiado ou admitidos em classificações de não imigrantes relacionados ao trabalho, podem ter autorização de emprego como resultado direto de seu status de imigração. Outros estrangeiros podem precisar solicitar uma autorização de emprego individualmente.

Faça o Curso de Inglês Autodidata

A economia brasileira está mais próximo do que nunca de empresas globais. A necessidade de funcionários  que tenham no minimo inglês intermediário cresce mas os empregadores têm dificuldades de encontrar candidatos que têm noções do idioma. O curso A Jornada do Inglês Autodidata vem sanando este problema de muitos alunos, com um método fácil e inovador. Assistam aqui os depoimentos reais de estudantes que adquiram o curso e depois façam suas matrículas também.


Paulo Nogueira

Sobre Paulo Nogueira

Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.