Prefeito de Macaé afirma que a Petrobras aplicará investimentos de 13 bilhões de dólares na região e novas vagas de empregos serão geradas

Petrobras - investimentos - Macaé

Petrobras aplicará investimentos de 13 bilhões de dólares nos próximos cinco anos em Macaé

A Petrobras realizará investimentos  em Macaé, ao longo dos próximos cinco anos, algo que gira em torno de US$ 13 bilhões de dólares, dos quais  serão destinados à revitalização dos campos da Bacia de Campos.

ANÚNCIO

Leia também

Na manhã desta terça-feira (09) o Prefeito de Macaé Welberth Rezende recebeu em seu gabinete a visita do gerente da Unidade de Negócios Bacia de Campos (UNBC) da Petrobras, Suen Marcet Santiago de Macedo.

A reunião em especial tratou sobre os 13 bilhões de dólares que serão investidos em Macaé pela Petrobras a fim de gerar mais vagas de emprego na região e tornar a região o polo central de investimentos da indústria offshore de petróleo e gás.

“Recebi hoje em meu gabinete a visita do gerente da Unidade de Negócios Bacia de Campos (UNBC) da Petrobras, Suen Marcet Santiago de Macedo, quem nos trouxe ótimas notícias. A estatal, grande parceira do desenvolvimento da nossa cidade, vai investir 13 bilhões de dólares nos próximos cinco anos em Macaé e na região. Isso significa mais oportunidades de empregos para todos,” relata o Prefeito em sua pagina oficial do facebook.

Macaé quer deixar de ser só a “capital do petróleo”

O novo plano de negócios da Petrobras continuará a incluir investimentos na Bacia de Campos, afirmou o diretor executivo de exploração e produção da companhia, Carlos Alberto de Oliveira, durante conferência com analistas estrangeiros.

“Os projetos para renovação da Bacia de Campos são muito resilientes a preços baixos e são viáveis abaixo da meta de preço do barril de US$ 35 que estabelecemos para a companhia. Posso dizer que vamos continuar a investir nesta bacia, onde vemos muito potencial”, disse o executivo.

Além de atração de empregos, os investimentos na região também proporcionarão a revitalização dessa parte da bacia. As áreas cedidas pela Petrobras estão em águas rasas, na Bacia de Campos, onde, segundo a ANP, a produção sofreu queda de 50% nos últimos 10 anos.


⇒ Participe dos nossos grupos do Telegram e fique atento a todas as notícias do mercado de energia, empregos, projetos e outros assuntos microeconômicos do Brasil. Nossas informações sempre são direto das fontes e atualizadas. Acesse o Nosso Telegram aqui.

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.