Porto de Imbituba finaliza projeto de obras de infraestrutura para troca de rede de energia com investimento de R$ 3,3 milhões

Ruth Rodrigues
por
-
23-04-2022 12:33:38
em Indústria Naval, Portos e Estaleiros
Após um investimento total de R$ 3,3 milhões no projeto de troca da rede de energia, o Porto de Imbituba finaliza as obras e agora detém uma infraestrutura muito mais adequada para as operações de movimentação e armazenamento de cargas no local Porto de Imbituba passa por período de obras e melhorias em sua infraestrutura e rede de energia. Foto: Comunicação Social SCPar Porto de Imbituba




Após um investimento total de R$ 3,3 milhões no projeto de troca da rede de energia, o Porto de Imbituba finaliza as obras e agora detém uma infraestrutura muito mais adequada para as operações de movimentação e armazenamento de cargas no local

Ao longo desta última semana, as últimas etapas das obras de infraestrutura do Porto de Imbituba para a troca da rede de energia foram finalizadas e nessa última quarta-feira, (20/04), a administração do local comentou sobre o investimento de R$ 3,3 milhões que foi feito no projeto, afirmando que esse foi mais um passo dado para as melhorias internas com foco no crescimento da qualidade do local. 

Um total de R$ 3,3 milhões em investimento foi aplicado nas obras de infraestrutura para a troca da rede de energia do Porto de Imbituba ao longo dos últimos meses

Localizado na região sul do estado de Santa Catarina, o Porto de Imbituba é altamente importante para a movimentação e armazenamento de cargas no estado e, agora, está investindo em melhorias na infraestrutura para essas operações. Assim, a administração do local realizou um investimento de R$ 3,3 milhões para a troca de toda a rede de energia do complexo, após mais de 20 anos sem manutenções realizadas no sistema do porto. 

Agora, com a finalização das obras de infraestrutura do local, a nova rede contempla aproximadamente 7 km de linhas de alta tensão, com 25 km de cabeamento subterrâneo, além de 170 postes de fibra de vidro, mais leves e resistentes. Além disso, todo o sistema de energia é preparado para conseguir sustentar altos ventos, maresias e outros problemas muito comuns dentro das operações de movimentação de cargas no local, como forma de garantir mais eficiência nessas atividades.

A nova rede de energia do Porto de Imbituba também conta com 225 luminárias de LED, mais econômicas, duráveis, com acendimento automático e controle da intensidade da luz, como forma de garantir mais economia com os gastos relativos à energia elétrica e um consumo mais consciente do recurso dentro do porto. A troca da rede de energia se deu em razão dos sinais de desgaste por uso, corrosão pela proximidade à área marítima, além de desatualização tecnológica, o que agora não é mais visto no local, uma vez que foram utilizados equipamentos de ponta na rede. 

Troca de rede de energia no porto é apenas o primeiro passo para o plano de obras de infraestrutura que será realizado ao longo de 2022

O Porto de Imbituba vem em uma maré de investimento em obras de infraestrutura e melhorias para as operações de movimentação de cargas e, desde 2018, está focando na iniciativa. Assim, o diretor-presidente da SCPAR Porto de Imbituba, Fábio Riera, comentou sobre as obras de infraestrutura finalizadas já neste mês no local e afirmou que “Esse investimento era vital para fornecer aos usuários do Porto de Imbituba a confiabilidade e continuidade no fornecimento de energia, com estrutura adequada e tecnologia atualizada aos melhores padrões de sustentabilidade e eficiência energética”.

Agora, além da reformulação de todo o sistema de energia com as obras do local, a administração do porto está de olho nas renováveis para um abastecimento mais saudável e, durante a próxima semana, irá lançar a licitação de um sistema de energia solar, a ser instalado em cerca de 830 m² de áreas de telhado das instalações do Porto, estrutura que contribuirá com 15% do consumo elétrico atual.

Dessa forma, o Porto de Imbituba segue com seus esforços para uma melhor infraestrutura portuária e avança para se tornar ainda mais eficiente dentro das suas operações, com foco na expansão no setor de portos nacional.

Sites Parceiros

Publicidade




Tags:
Ruth Rodrigues
Formada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), atua como redatora e divulgadora científica.