PetroRio está perto de assumir 100% do campo de petróleo Frade, na Bacia de Campos

Flavia Marinho
por
-
18-09-2020 17:27:35
em Petróleo, Óleo e Gás
Petrobras; campo de petróleo; Frade; PetroRio A parcela de 30% da Petrobras foi comprada por US$ 100 milhões pela PetroRio. O campo de petróleo Frade está localizado na Bacia de Campos

A parcela de 30% da Petrobras foi comprada por US$ 100 milhões. Frade está localizado na Bacia de Campos, a cerca de 172 km do campo do Polvo, também operado pela PetroRio

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aprovou a transferência de 30% da Petrobras no campo de Frade para a PetroRio, que passará a deter 100% do ativo na conclusão da operação. Vagas de emprego para atender contratos Petrobras em Macaé para Eletricistas e Técnicos atuarem offshore na UO-Rio e para Engenheiros em parada de manutenção REFAP – RS

Leia também

A PetroRio já apresentou à ANP toda a documentação referente a garantia de abandono, condicionante para a aprovação final da operação por parte da Agência. Após esse último aval, a PetroRio passará a ser operadora de 100% do campo de petroleo.

Na época a PetroRio adquiriu a parcela de 30% da Petrobras por US$ 100 milhões.

O campo de petróleo Frade está localizado na Bacia de Campos, a cerca de 172 km do campo do Polvo, também operado pela PetroRio e que faz parte de um projeto de integração da produção com Tubarão Martelo, comprado da Dommo, antiga OGX.

A PetroRio entrou em Frade em outubro de 2018, com a compra da participação da Frade Japan Petroleum Ltda, que detinha 18,26% de participação, e tornou-se a operadora em janeiro de 2019, quando a companhia se tornou a operadora ao comprar a parcela de 51,74% da Chevron em Frade.

A petroleira também prepara um Plano de Revitalização do ativo, a fim de estender a vida útil da concessão até 2041. O projeto prevê a perfuração de quatro poços produtores de três injetores, mas foi adiado em função da crise.

Além de Frade, a PetroRio opera os campos de petróleo Polvo (100%) e Tubarão Martelo (80%, recentemente adquirido da Dommo Energia), ambos na Bacia de Campos.

Em fase de exploração, detém participação nos blocos: CE-M-175 (50%), na Bacia do Ceará; FZA-M-254 (100%) e FZA-M-539 (100%), na Bacia de Foz do Amazonas.

A principal estratégia da companhia é a aquisição de campos em produção de petróleo na região, para criar um polo de operação privado e reduzir os custos de produção por barril,

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.