Petrobras terá que provar à Chevron que a refinaria de Pasadena ainda é operacional

Petrobras Pasadena Chvron negocio
 

Um dia após às reformas e manutenções da refinaria Pasadena iniciarem, a Chevron resolveu interromper a transferência e pedir que a Petrobras comprove que a instalação funcionará como prometido depois que o negócio for fechado, diz fontes ligadas ao mercado

A Chevron Corp exigiu da estatal brasileira Petrobras, provas que à tão polêmica refinaria em Pasadena ainda funcione antes de tomar posse definitiva da instalação no Texas, de acordo com fontes ligadas a este mercado. Como relatamos aqui no portal em janeiro de 2019, a Chevrou declarou na mídia internacional especializada que arremataria a refinaria Pasadena Refining System Inc (PRSI) por US$ 350 milhões. Ela foi projetada para processar cerca de 112.229 de barris de petróleo por dia e ainda é de propriedade da Petrobras .

No dia 2 de abril, a transferência para à Chevron acabou sendo abortada, bem quando a refinaria tinha iniciado as reformas e manutenções um dia antes.

“Continuamos esperando que a transação PRSI feche neste trimestre”, disse o porta-voz da Chevron, Braden Reddall, na segunda-feira.

Nenhum porta voz da Petrobras se pronunciou até o presente momento.

Na última sexta-feria, a PRSI apresentou à Comissão de Qualidade Ambiental do Texas (TCEQ) que estava retomando à Unidade de Craqueamento Catalítico Fluidico de 56.000 bpd.

Mas no último sábado, ele acabou sendo fechado. O reformador converte os subprodutos de refino em componentes de aumento de octanagem combinados com gasolina.

Sobre Paulo Nogueira

Formado em Eletrotécnica e entusiasta do setor de tecnologia, já atuei em empresas do ramo de energia, óleo e gás em operações de completação, perfuração e produção em empresas em parceria com grandes empresas multinacionais do setor.