Petrobras afirma que o mercado offshore de petróleo e gás ainda será líder por muitas décadas

Valdemar Medeiros
por
-
08-12-2020 10:47:50
em Petróleo, Óleo e Gás
Petrobras - offshore - petróleo e gás Mercado offshore de petróleo e gás

Em meio à transição energética, Petrobras afirma que mercado offshore de petróleo e gás seguirá na liderança das próximas décadas

Líder do mercado petrolífero, a Petrobras afirmou que o mercado offshore de petróleo, óleo e gás ainda tem muito que viver e independente da transição energética o mercado seguira gerando empregos e inovações.

Leia também

Transição energética

“A transição energética é muito mais uma tomada de consciência sobre o atual modelo de produção, consumo e reaproveitamento da matéria e energia, e sobre a influência disso nas mudanças climáticas. Precisamos refletir sobre a origem e a eficiência energética de toda a cadeia de valor dos produtos e serviços que cada um de nós, cidadãos, empresas e instituições consumimos, aí incluindo o pós-consumo”, afirma a gerente de Meio Ambiente, Responsabilidade Social Corporativa e Transição Energética da ENGIE, Flávia Teixeira.

Para Petrobras, transição energética está no radar, mas o petróleo terá espaço por décadas

Hoje, a gasolina e o diesel movem cerca de 90% dos novos carros vendidos no mundo. E esses produtos são uma parte muito importante dos ganhos das petroleiras. No caso da Petrobras, por exemplo, 50% da produção atual é de gasolina e diesel para o transporte rodoviário.

Segundo alguns gerentes da Petrobras, os esforços atuais de zero carbono não passariam de uma moda adotada pela maioria das empresas.

“Pode-se observar em todo e qualquer cenário a desaceleração do mercado offshore de petróleo e gás, e algum momento poderemos perceber a retração desse mercado, mas eu creio que este momento ainda está muito longe. Nunca trabalhamos com datas para o boom do mercado offshore de petróleo e gás, tudo o que fazemos é adotar um portfólio mais resiliente”, explicam.

Biorefino 2030 da Petrobras seria um plano para a queda do mercado offshore de petróleo e gás 

O programa prevê projetos para a produção de uma nova geração de combustíveis, mais modernos e sustentáveis que os atuais, como o diesel renovável e o bioquerosene de aviação (BioQAv).

O diesel renovável é um biocombustível avançado, produzido a partir de óleos vegetais e com a mesma estrutura do óleo diesel convencional, capaz de reduzir as emissões de gases de efeito estufa em 70% quando comparado ao diesel regular e em 15% quando comparado ao biodiesel. Concluímos com sucesso os testes em escala industrial e aguardamos a autorização do Conselho Nacional de Política Energética para comercialização do diesel renovável no Brasil.

Já o BioQAv passará a ser obrigatório no Brasil a partir de 2027 e seu processo de hidrogenação utiliza as mesmas matérias primas necessárias para a produção do diesel renovável. As unidades industriais que produzem o BioQAv têm como coproduto o diesel renovável.

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.