PDE 2029 – Governo prevê crescimento de 71% na produção de petróleo e 42 novos FPSOs 

Petrobras OTC 2019 resultados governo Bolsonaro petróleo, FPSOs, governo

Governo lança PDE (plano decenal de energia 2029) que prevê aumento significativo na produção de petróleo e de novos FPSOs 

Bento Albuquerque, do Ministério de Minas e Energia, lançou ontem (11) em Brasília, o Plano Decenal de Energia (PDE 2029), que trata sobre as perspectivas de expansão futura do setor de energia em 10 anos. Se tratando do setor de petróleo e gás, a expectativa é de haja um crescimento de 71% na produção de petróleo (5,5 milhões de barris por dia em 2029) e 42 novos FPSOs. 

No plano, diz que o pré-sal será responsável por cerca de 77% da produção nacional de petróleo, com a Bacia de Santos no cenário principal. O governo prevê ainda, que com a crescente na produção associada ao incremento marginal da capacidade de refino, o Brasil poderá assumir a posição de exportador líquido de petróleo. 

Na área do refino, o plano considera que com a entrada em operação da unidade de abatimento de emissões (SNOx) da Refinaria Abreu e Lima (Rnest) em 2021, o primeiro trem da planta terá capacidade de processar 130 mil barris por dia (30% a mais). Já o segundo trem, com a mesma capacidade de refino, irá entrar em operação em 2024. 

Já no mercado de gás natural, as estimativas também são positivas. A estimativa é de que o Brasil chegue em 2029 com um consumo total de 87,6 milhões de m³/dia de gás natural, alta de 10 milhões de m³ em relação ao valor projetado para 2019. 

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos