Início Para concentrar seus ativos de exploração de petróleo em águas profundas e ultra-profundas, Petrobras vende por R$ 390 milhões ativos no pós-sal, localizados na Bacia do Espírito Santo

Para concentrar seus ativos de exploração de petróleo em águas profundas e ultra-profundas, Petrobras vende por R$ 390 milhões ativos no pós-sal, localizados na Bacia do Espírito Santo

5 de julho de 2022 às 09:32
Compartilhe
Siga-nos no Google News
petróleo - refino - gás - preço - campo de petróleo - Espírito Santo
Imagem Petrobras

A produção total média do campo de petróleo Golfinho, de janeiro a maio de 2022, foi de 8,6 mil bpd de óleo e 90 mil m3/dia de gás

A Petrobras, em continuidade ao comunicado divulgado em 23/06/2022, informa que assinou no dia 24, com a BW Energy Maromba do Brasil (BWE), contratos para a venda da totalidade de sua participação nos campos de petróleo offshore denominados Polo Golfinho e Polo Camarupim, em águas profundas no pós-sal, localizados na Bacia do Espírito Santo.

Segundo a Petrobras, o valor total da venda é de até US$ 75 milhões, sendo (a) US$ 3 milhões pagos na data de hoje, (b) US$ 12 milhões a serem pagos no fechamento da transação e (c) até US$ 60 milhões em pagamentos contingentes, a depender das cotações futuras do Brent e do desenvolvimento dos campos de petróleo.

Artigos recomendados

“Os valores não consideram os ajustes devidos até o fechamento da transação, que está sujeito ao cumprimento de certas condições precedentes, tais como a aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) e pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP)”, disse a Petrobras no comunicado.

Sobre os Polos Golfinho e Camarupim

O Polo de petróleo denominado Golfinho está localizado em lâmina d’água entre 1.300 m e 2.200 m, compreendendo os campos de Golfinho, produtor de óleo, Canapu, produtor de gás não associado, e o bloco exploratório BM -ES-23.

O Polo Camarupim está localizado em lâmina d’água entre 100 m e 1.050 m, compreendendo os campos unitizados de Camarupim e Camarupim Norte, ambos de gás não associado.

A Petrobras tem 100% de participação nos conjuntos de concessões dos Polos Golfinho e Camarupim, com exceção do bloco exploratório BM-ES-23, em que possui participação majoritária de 65%, em parceria com a PTTEP (20%) e INPEX (15%). A Petrobras é a operadora em todas as concessões.

A produção total média do campo de Golfinho, de janeiro a maio de 2022, foi de 8,6 mil bpd de petróleo e 90 mil m3/dia de gás. As demais áreas não se encontram em produção.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes