Obras para construção de navios da Marinha, no estado de Santa Catarina, já tem data para começar

Roberta Souza
por
-
29-07-2021 16:11:34
em Indústria Naval, Portos e Estaleiros
Construção – navios – Marinha – Santa Catarina Estaleiro em Itajaí, Santa Catarina/ Fonte: Poder Naval

A construção de navios da Marinha do Brasil está previsto para começar a partir do ano que vem, no estaleiro localizado em Santa Catarina

Na última terça-feira (27/07), o Comandante da Marinha Almirante de Esquadra Almir Garnier Santos, esteve em Itajaí, no estado de Santa Catarina, em visita às instalações do Estaleiro Brasil Sul – ThyssenKrupp, local onde estarão em construção, a partir de 2022, os navios da Marinha da classe “Tamandaré”.  Veja ainda: Construção naval: Petrobras fecha contrato com a Keppel para a construção do FPSO P-78, que será instalado no pré-sal, na Bacia de Santos

Detalhes da construção dos navios da Marinha, em Santa Catarina

O Estaleiro Brasil Sul – novo nome do estaleiro Oceana, em Itajaí, que foi adquirido pela alemã Thyssemkrupp – está passando por uma revolução. A estrutura está sendo reformada para receber a construção de quatro navios encomendadas pela Marinha do Brasil, um projeto de R$ 9 bilhões. A primeira embarcação já tem data para começar a sair do papel. As chapas de aço começarão a ser cortadas em abril do ano que vem.

A expectativa é que a construção dos navios gere 2 mil empregos diretos no auge da construção, e até seis mil empregos indiretos. Por enquanto, não foi aberta contratação de funcionários para a linha de produção – mas é comum que pessoas procurem o estaleiro para deixar currículo.

Município se prepara para as obras

Rodrigo Duarte, diretor-presidente da Itajaí Participações – empresa pública de fomento aos negócios em Itajaí – disse que o momento é de busca por parcerias locais, regionais e estaduais para abastecer a construção dos navios.

O município em Santa Catarina ainda prepara infraestrutura para a etapa de construção das fragatas da Marinha. A movimentação de caminhões no entorno do estaleiro, que fica na margem do Rio Itajaí-Açu, deve aumentar consideravelmente. Em dezembro, por exemplo, é prevista a chegada de 200 caminhões carregados de aço para os navios.

Confira também: Construção de novos navios da Marinha, em estaleiros do Rio de Janeiro, pode abrir muitas vagas de empregos

No fim do mês de maio, a Comissão Especial de Indústria Naval e Offshore da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), presidida pela deputada Célia Jordão, se animou com a expectativa de geração de empregos com a construção de fragatas e navios-patrulha para a Marinha nos estaleiros do estado. Tal possibilidade foi discutida durante a durante visita técnica à Emgepron e ao Cluster Tecnológico Naval.

Representantes da empresa pública do Rio de Janeiro, que faz a gestão de projetos de indústria naval, informaram que a Marinha precisa de 12 fragatas. Dessas, quatro já estão em construção no estado de Santa Catarina, com até 40% de contratação de conteúdo local. As demais obras poderão ser trazidas para o Rio de Janeiro, com potencial de geração de empregos no estado.

O diretor-presidente da Emgepron, almirante Edesio Teixeira, diz que tem a capacidade de inteligência e de produção, e que 90% do comércio acontece pelo mar. Segundo ele, trazer essas obras de construção de embarcações da Marinha para o Rio de Janeiro demanda um esforço conjunto entre eles e o Governo do estado. Teixeira diz que a economia do mar é fundamental para o desenvolvimento do Rio de Janeiro, que tem plena condições de se reestruturar para crescer.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos
fwefwefwefwefwe