Nova usina de biodiesel é autorizada pela ANP a entrar em operação. Unidade está localizada no estado de Goiás

Roberta Souza
por
-
10-10-2021 14:13:05
em Usina e Agronegócio
Usina – biodiesel – Goiás Unidade do Grupo Cereal/ Fonte: Ubrabio

O Grupo Cereal acaba de obter a autorização de operação da ANP, que precisava para colocar em funcionamento a usina de biodiesel

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) autorizou o Grupo Cereal a iniciar operação de uma Usina de Biodiesel na cidade de Rio Verde, no estado de Goiás, respeitando todas as exigências ambientais previstas na legislação brasileira. A decisão foi publicada no dia 06 de outubro de 2021. Confira ainda esta notícia: Mato Grosso conta com o maior número de usinas de biodiesel em operação do país. Estado possui 17 unidades em grande produção

Autorização para iniciar produção na usina

o Grupo Cereal acaba de obter a autorização de operação que precisava para colocar em funcionamento a usina de biodiesel que construiu em Rio Verde – município localizado no sul de Goiás a cerca de 230 km de Goiânia.

A nova usina de biodiesel em Goiás, vai agregar mais 216 mil m³ em capacidade ao parque produtivo brasileiro que passará a contar com mais de 11,8 milhões de m³ instalados. A planta do Grupo Cereal, no estado de Goiás, vai dividir a 22ª colocação do ranking dos fabricantes com a Delta de Rio Brilhante.

O Grupo Cereal posicionou-se a respeito da autorização e a comemorou em comunicado direcionado ao público, por meio das redes sociais:

O complexo industrial da empresa é composto por fábricas e usinas com tecnologia de ponta para esmagamento de soja (produção de farelo e óleo degomado) e nutrição animal (rações, proteinados e sais minerais). O grupo também atua no ramo de exportação (trade) e produção de Biodiesel.

Confira também esta notícia: Nova usina de biodiesel de R$ 40 milhões iniciará sua produção em dezembro, no estado do Paraná

A Cocamar iniciou em março deste ano a construção de uma nova usina de biodiesel no seu parque industrial em Maringá, no estado do Paraná. Prevista no planejamento estratégico do ciclo 2020/25, a planta recebeu investimentos de R$ 40 milhões e a previsão é que comece a operar em dezembro deste ano, produzindo 300 toneladas/dia. O empreendimento da associação que tem como objetivo organizar a produção regional, receber e beneficiar o produto, iniciará sua produção no dia 15 de dezembro.

A construção da nova usina da Cooperativa Agroindustrial no Paraná será totalmente automatizada, para que possa extrair, em média, óleo de 1.500 toneladas de soja todos os dias. Valdemar Cremoneis, gerente executivo industrial da Cocamar, disse que dentro do mesmo ciclo de planejamento, o aumento de 50% na capacidade de esmagamento de soja na indústria, deverá passar de 3.000 toneladas para 4.500 toneladas. Segundo ele, dessa forma, irão ter mais matérias-primas para atender as usinas de biodiesel e a produção de óleo no varejo.

O diretor de negócios da cooperativa, Anderson Alves Bertolleti, afirmou que para os cooperados, a usina de biodiesel no Paraná será uma nova oportunidade de negócio, para que possa agregar mais valor à sua produção. Ele ressaltou que a cooperativa está caminhando para a verticalização do complexo soja. Neste ano, a Cocamar Cooperativa Agroindustrial deve processar em sua usina 1 milhão de toneladas de grãos, valor que representa mais da metade das 1,7 milhão de toneladas previstas para a safra 2020/21.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos
fwefwefwefwefwe