Minas Gerais chama atenção e vira foco de investimentos no setor de e-commerce

Minas Gerais – e-commerce – centro de distribuição Centro de distribuição/ Fonte: Blog logística

Diversos centros de distribuição estão concentrados em Minas Gerais. A cidade de Extrema possui mais de 150 empresas do setor de e-commerce instaladas

Com grande procura por materiais esportivos, registrado a partir de setembro deste ano, indicou um grande faturamento e geração de empregos para o setor de e-commerce. A maior parte das empresas instaladas ou que expandiram recentemente seus negócios no estado de Minas Gerais teve apoio da Agência de Promoção de Investimento e Comércio Exterior de Minas Gerais (Indi). Diversos empregos e investimentos foram gerados com a construção ou expansão de novos centros de distribuição no estado. Leia ainda esta notícia: Novo centro de distribuição de R$ 70 milhões em Pernambuco, abrirá mais de 650 novas vagas de emprego

Geração de empregos e renda no estado de Minas Gerais

O Diretor de Atração de Investimentos do Indi, Adriano Carvalho diz que “Minas Gerais está perto dos grandes centros consumidores e possui a maior malha viária do país, o que nos dá uma vantagem logística muito grande. Junte-se a isso um regime tributário atrativo do Governo de Minas, que oferece vantagens para as empresas que negociam seus produtos dentro do estado”.

Situada no polo do e-commerce de Extrema, Sul de Minas Gerais, a InfraComerce distribui os produtos da gigante americana Nike e de outras empresas de material esportivo. Somente na primeira quinzena de setembro, o empreendimento já contabilizou incremento de cerca de 15% na demanda e se prepara para uma alta ainda maior, nos próximos meses.

A gerente de E-commerce sênior da Infracommerce, Helena Costa, ressalta que “Há aumento não só de infraestrutura material, para comportar o crescimento de inventário, mas também de corpo de funcionários. No mês de setembro, apenas no centro de distribuição de Extrema, aumentamos em 50% o número de vagas, nos preparando para a demanda crescente não só desse mês, mas também dos próximos. Em outubro, devemos ter um aumento médio de 60% do inventário. Esse crescimento traz não só custos logísticos (de separação, embalagem e controles), mas também na contratação de atendimento, insumos, transportadoras, em toda a cadeia operacional”.

Recentemente, a Infracommerce construiu um novo centro de distribuição em Minas

A Infracommerce, companhia responsável pela operação de e-commerce de gigantes como Nike, Ambev, Unilever, Motorola, Ray Ban e outras marcas nacionais e internacionais, acaba de iniciar atividades em Extrema, no Sul de Minas Gerais. A inauguração do centro de distribuição (CD), vai gerar cerca de 300 empregos diretos, podendo chegar a mais de 500, durante o evento comercial Black Friday.

Segundo ele, a escolha por Extrema, no estado de Minas Gerais, ocorreu pela combinação de fatores como a localização estratégica, uma vez que a cidade está próxima de grandes centros consumidores, a existência de incentivo fiscal para alguns clientes, o que ajuda na viabilidade da operação, e o fato de Minas Gerais representar o terceiro maior polo de consumo entre os 260 clientes da companhia.

Embora esteja sendo inaugurado, o centro de distribuição já está em operação desde o início de julho. Já a preparação das instalações teve início em abril. A unidade em Minas Gerais vai gerar cerca de 300 empregos diretos, podendo chegar a mais de 500, durante a Black Friday, além de impulsionar a economia local com outras centenas de vagas indiretas, segundo o Diretor Vice-Presidente de Operações.

Confira também: Em Minas Gerais, novo centro logístico de R$ 750 milhões será construído. O local abrirá mais de 6.500 empregos

Através da Agência de Promoção de Investimento e Comércio Exterior de Minas Gerais (Indi), o governo de MG anunciou que atraiu mais um grande investimento para o Sul do estado: o terceiro maior centro logístico do país, o BWP Business Park – Extrema. A iniciativa vai movimentar R$ 750 milhões e gerar 6.500 empregos diretos. Serão estabelecidos dois parques logísticos de e-commerce, somando oito galpões construídos em 400 mil metros de Área Bruta Locável (ABL), o correspondente a 38 campos de futebol.

Os dois condomínios que vão abrigar os empreendimentos estão em fase de construção. O primeiro galpão do projeto 1 será entregue, ainda neste mês, e os galpões do projeto 2, até meados de 2022. O protocolo de formalização do investimento foi assinado e o projeto segue em implantação, reiterando o compromisso do Governo de Minas Gerais, com a retomada do desenvolvimento econômico no estado.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos
fwefwefwefwefwe