Karoon Energy decidiu avançar com a aquisição de ativos de produção de longa vida

Karoon Energy decidiu avançar com a aquisição de ativos de produção de longa vida

março 15, 2019 Off Por Flavia Marinho

Empresa australiana de exploração de petróleo e gás Karoon está buscando a estratégia da Bacia de Santos do Sul baseada em torno de seus ativos atuais no Brasil

A australiana Karoon tem participação de trabalho em 6 blocos offshore na Bacia de Santos, que estão localizados a cerca de 200 quilômetros da costa do Estado de Santa Catarina e cobrem uma área combinada de 720 quilômetros quadrados. O Bloco da Bacia de Santos foi concedido à Karoon, durante dezembro de 2017 com a assinatura de um contrato de concessão no Brasil, no qual a Karoon pagou um total de US $ 8 milhões em um bônus de oferta não reembolsável e forneceu uma garantia reembolsável do Programa de Trabalho à ANP de US $ 2,5 milhões.

O novo presidente da empresa, Bruce J Phillips, emitiu uma carta aos acionistas informando que, após avaliar várias opções para aumentar o retorno para os acionistas, o conselho decidiu avançar com a aquisição de um ativo de produção de longa vida.

“A prioridade estratégica mais alta continua sendo adquirir um ativo de produção de alta qualidade e longa vida útil com retornos econômicos robustos e excelentes características técnicas para estabelecer uma base sólida de ganhos futuros e fluxo de caixa livre. A empresa está bem avançada com essa prioridade, e o conselho estabeleceu cronogramas claros para fechar uma transação ou flexibilizar a estratégia de acordo.

Bruce disse que a empresa compartilharia a atualização do progresso em sua estratégia de aquisição de produção “nos próximos meses” e que a Karoon está buscando a estratégia da Bacia de Santos do Sul baseada em torno de seus ativos atuais no Brasil.

Em um relatório de quinta-feira, a Karoon informou que sua estratégia de aquisição de novos ativos está focada, mas não limitada a oportunidades na América do Sul, em particular no Brasil.

“Existem várias oportunidades de aquisição como resultado do programa de desinvestimento de ativos da Petrobras, juntamente com desinvestimentos de outras entidades não brasileiras que são de interesse significativo. A Karoon também continuou as discussões com empresas de petróleo e gás relacionadas à avaliação conjunta de oportunidades de aquisição e desenvolvimento no Brasil ”, acrescentou Karoon.

A Karoon passará a ter junto com a Equinor a responsabilidade de investir U$$ 2,5 bilhoes na fase 2 do campo Peregrino