Grupo espanhol Jealsa investe R$ 53 milhões para abertura de nova fábrica no Ceará

Valdemar Medeiros
por
-
29-09-2021 13:17:51
em Indústria e Construção Civil
espanhol - jEALSA - FÁBRICA - Ceará - EMPREGOS - Unidade fabril fica localizada em São Gonçalo do Amarante – Foto: Divulgação

O grupo Jealsa inaugurou nesta terça-feira (28) sua nova fábrica no Ceará que produzirá 100 milhões de latas de sardinha por ano e gerou mais de 500 empregos diretos e 1.100 indiretos

São Gonçalo do Amarante, no Ceará, será palco de uma nova fábrica latas de atum e sardinha da empresa Robinson Crusoe, do Grupo espanhol Jealsa. A expectativa, de acordo com o grupo, é que até o fim desse ano, além de diversos empregos, a fábrica produza cerca de 100 milhões de latas. O Grupo Jealsa, do qual a empresa compõe, investiu R$ 53 milhões em tecnologia industrial e modernização e estima que sejam gerados um total de R$ 100 milhões até 2026, como estabelecido em acordo entre o Governo do Ceará e os investidores, em 2019.

Leia outras noticias relacionadas

Mais de 500 empregos gerados na fábrica da Jealsa no Ceará

A cerimônia de inauguração da fábrica aconteceu nesta terça-feira (28) e contou com a participação de Camilo Santana, governador do Ceará, Maia Junior, secretário do Desenvolvimento Econômico e do Trabalho, Marcelo Ferreira Teles, Prefeito de São Gonçalo do Amarante e Jesús Manuel Alonso, presidente mundial do Grupo Jealsa.

Comercializando para todas as regiões atendidas no Brasil, Norte, Nordeste, Sul e Sudeste, a fábrica no Ceará gerou cerca de 500 empregos diretos. Onde 70% deles foram preenchidos por mulheres e outros 1.100 empregos indiretos, além da contratação de 1 mil pescadores.

O cuidado com a qualidade dos produtos vem do programa mundial We Sea, adotado pela Jealsa, de contribuir e participar de iniciativas e associações voltadas à conservação de recursos marinhos e a luta contra a pesca ilegal.

Mercado de atum gera expectativas no Brasil

Em 2019, foi fechado outro acordo entre o Governo do Estado do Ceará e o Grupo Jealsa, que prevê a troca de tecnologias, profissionalização e conhecimento para o desenvolvimento sustentável das atividades de pesca no Ceará.

Executivos do setor afirmam que a capacidade de geração de receitas dos pescados em conserva tem um forte potencial de ampliação, principalmente com a grande presença do atum no mercado nacional.

Apesar da sardinha ser a preferida dos consumidores brasileiros, é no atum que estão sendo depositadas todas as expectativas, principalmente porque a safra do primeiro peixe vem caindo com o decorrer dos tempos, enquanto a do atum está em crescimento.

Conheça o grupo Jealsa

Fundada em 1958, A Jealsa é uma empresa de família sediada em Galiza e se dedica na fabricação e distribuição de conservas de peixes e frutos marinhos. Nesta jornada de mais de 60 anos, o grupo realizou diversas conquistas.

A empresa foca nos principais eixos para o crescimento: sustentabilidade, inovação e compromisso. Atualmente, o grupo Jealsa conta com 23 empresas, agrupadas nas seguintes áreas de atuação: Comida, Pesca e Serviços, Energia e Economia circular.

Atualmente a empresa gera empregos a mais de 4.600 pessoas espalhadas por todo o mundo. Além disso, a companhia também foca na geração sustentável e possui duas usinas de cogeração e diferentes participações em projetos eólicos.

Outro fator importante é o desenvolvimento de uma estrutura de Economia Circular para isolar e dividir os diferentes princípios ativos em suas matérias-primas. Assim, que os peixes chegam à suas instalações, a empresa tem como responsabilidade procurar um aproveitamento máximo.

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe