Greve no dia 1º: caminhoneiros exigem reajuste no preço do diesel e Governo vai aplicar multa se paralisação fechar as estradas

Flavia Marinho
por
-
15-01-2021 09:51:37
em Economia, Negócios e Política
greve - preço do diesel - caminhoneiros

Governo tenta negociar greve dos caminhoneiros prevista para o dia 1º e se recusaram a abrir mão da aplicação de multas caso haja fechamento das rodovias

Greve dos caminhoneiros prevista para 1º de fevereiro poderá ser maior do que a de 2018, no governo de Michel Temer, disse José Roberto Stringasci, presidente da Associação Nacional do Transporte Autônomos do Brasil (ANTB). Uma das reivindicações da categoria seria o rejuste do preço do diesel duas vezes ao ano. Venda de gás de cozinha cresce no Brasil e pode custar até R$ 200 ao bolso do consumidor ainda em 2021

ANÚNCIO

Leia também

“A Petrobras não foi criada para gerar riqueza para meia dúzia, a Petrobras é nossa e tem que ajudar o povo brasileiro e o Brasil (…) Queremos preços nacionais para os combustíveis, com reajuste a cada seis meses ou um ano. Essa é uma das maiores lutas nossas desde 2018, e até antes, e até hoje”, destaca José Roberto.

“É o principal ponto, porque o sócio majoritário do transporte nacional rodoviário é o combustível (50% a 60% do valor da viagem). Queremos uma mudança na política de preço dos combustíveis”, conclui.

A categoria reivindica também o preço mínimo de frete, parado no Supremo Tribunal Federal (STF), após um recurso do agronegócio, e a implantação do Código Identificador de Operação de Transporte (Ciot), duas medidas criadas após a greve de 2018.

Negociação

Governantes se recusaram a abrir mão da aplicação de multas para que haja fechamento das rodovias . “Não vamos permitir, vai ter multa pesada”, disse um ministro, que optou por manter o anonimato, em entrevista no UOL.

O ministro da Infraestrutura,Tarcísio Freitas que está de frente coordenando as negociações. Porém, a Casa Civil , o Gabinete de Segurança Institucional (GSI), o Ministério da Justiça e a Advocacia-Geral da União também estão buscando alternativas para evitar efeitos oriundos dessa possível greve.

Segundo o governo nem todas as pautas e pedidos feitos pelos caminhoneiros podem ser atendidos de antemão, mas que o diálogo está aberto

Política de preço do diesel

A Petrobras adota desde 2016 o Preço de Paridade de Importação (PPI) para reajustar os combustíveis no Brasil. Na época, os reajustes eram praticamente diários, seguindo a flutuação do mercado internacional, mas agora não tem prazo determinado.

A Petrobras não eleva os preços do diesel desde o fim de 2020. As importadoras questionam a política de preços – com defasagem, as janelas de importação ficam fechadas. A Petrobras nega o represamento dos preços.


⇒ Participe dos nossos grupos do Telegram e fique atento a todas as notícias do mercado de energia, empregos, projetos e outros assuntos microeconômicos do Brasil. Nossas informações sempre são direto das fontes e atualizadas. Acesse o Nosso Telegram aqui.

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.