GLP mais barato: Operação do governo deve resultar em gás de cozinha mais acessível; infraestrutura também deve ganhar investimentos

Fábio Lucas
por
-
10-04-2021 17:23:30
em Petróleo, Óleo e Gás
Foto: Arquivo MME Foto: Arquivo MME

GLP deve ficar mais barato com o aumento da concorrência e investimento em infraestrutura

O aumento do preço do gás de cozinha obrigou o governo a tomar uma atitude importante para tentar conter a alta dos preços do GLP. Nesta semana, a Copagaz, empresa que faz parte do grupo Zahran, será a primeira empresa brasileira autorizada a importar o GLP da Argentina. O acordo fará com que a empresa importe para o mercado brasileiro 74 mil toneladas por ano, sendo que 7,6 mil toneladas serão somente neste bimestre. Infraestrutura também deve ganhar novos investimentos.

Essa é uma estratégia do governo federal para tentar abaixar os valores do gás de cozinha no Brasil. Em texto publicado pelo Ministério de Minas e Energia, a diversificação do suplemento do GLP certamente fará que o preço dele seja mais acessível a população brasileira.

A entrega do gás está prevista para abril e maio, sendo realizada pela Transportadora de Gas del Sur (TGS), no terminal de Gás do Sul, na cidade de Canoas, o RS. A Copagaz tem a intenção de fazer grandes investimentos em infraestrutura no Brasil, adquirindo terminais no Sul e Nordeste do país.

Além de aumentar os fornecedores do gás de cozinha no Brasil, a operação irá tirar um pouco da dependência da Petrobrás e do produto interno.

O ministério de Minas e Energia idealizou a iniciativa Abastece Brasil. Ela foi criada para fomentar a competição em toda a cadeia de suprimento de combustíveis no Brasil. Uma das vantagens destacada pelo Ministério de Minas e energia é que o transporte de gás natural entre o Brasil e Argentina será feito em dois dias. Como a Copagaz atua em 24 estados e no distrito federal, a iniciativa da empresa.

GLP deve ficar mais barato e atrairá investimentos em infraestrutura

O MME ainda destaca que vem trabalhando para realizar novos investimentos na área de infraestrutura. A ideia é aumentar a quantidade de gás GLP disponível no mercado. Isso deve acontecer por meio de importação para garantir o abastecimento no país com um preço justo.

Tags:
Fábio Lucas
Jornalista brasileiro, amo esportes, notícias e política. Já contribui em diversos outros portais relacionados a esportes, economia e informações regionais.
fwefwefwefwefwe