Fiat Uno caminha para seus últimos dias na indústria automotiva brasileira após permanecer na mesma geração há 11 anos

Valdemar Medeiros
por
-
24-09-2021 11:30:18
em Automotivo, Logística e Transporte
Fiat - Fiat Uno - indústria automotiva - Uno Drive 1.0 completo custa, hoje, o equivalente a um Mille de 1990 – créditos: Fernando Pires/Quatro Rodas

Após quase 40 anos de Fiat Uno, sua despedida da indústria automotiva brasileira pode estar mais próxima do que o esperado. Apesar da Fiat afirmar que a produção está normalizada, lojistas afirmam escassez do modelo nas concessionárias

Não é novidade que o veterano da indústria automotiva está caminhando para seus últimos dias no país. Entretanto a despedida pode chegar mais cedo do que o esperado. Isso porque o Fiat Uno sumiu das lojas da marca e não há um prazo para um novo lote chegar aos estoques. Queda nas vendas, motor antigo, falta de equipamentos de segurança e um substituto que já é um dos líderes de vendas (o Mobi) devem fazer com que as últimas unidades do Uno sejam vendidas no máximo até esse ano. De acordo com algumas concessionárias, são poucas as unidades do Fiat Uno disponíveis.

Leia também

Fiat afirma que a produção do modelo continua normalizada

Alguns revendedores da indústria automotiva afirmam que não devem receber um novo lote do Fiat Uno, devido à sua iminente aposentadoria. Outros informam que os novos lotes serão entregues apenas para frotistas.

Entretanto, a Fiat, por sua vez, nega que o modelo tenha sua produção encerrada, afirmando que a fabricação atual do line-up da marca continua normalizada. Ainda que a montadora declare que não houve nenhuma alteração na linha de produção, algumas transições na gama da Fiat mostram que a trajetória de 37 anos do Fiat Uno está chegando ao fim na indústria automotiva.

Neste ano, o modelo 2022 passou a ser comercializado na versão única Attractive, ou seja, a montadora encerrou a venda das variantes Way e Drive. Restou aos consumidores a opção que conta com um motor não tão potente, o quatro cilindros 1.0 8V Firefly de 75 cv, por R$ 63.490. Um preço na média se comparado com seu irmão compacto Argo que atualmente está no valor de R$ 66.890. Entretanto em relação ao Mobi, que está com preços que variam entre R$ 47.990 e R$ 59.990, o preço do Uno já está um pouco acima do mercado.

Fiat Mobi, o possível sucessor do Fiat Uno na indústria automotiva brasileira

Falando sobre o carro de entrada da Fiat, o Mobi será responsável por ser o sucessor do Fiat Uno na indústria automotiva brasileira. O compacto, que nasceu para ser um novo famoso “carro popular”, já até superou as vendas do veterano da Fiat.

Atualmente o Mobi é o terceiro carro mais vendido do ano, com 54.949 unidades. Já o seu antecessor emplacou apenas 18.637 carros no mesmo período de tempo, onde 97% desses, foram vendidos pelo modo de venda direta.

Apesar de não ser um pequeno número, o volume de vendas ainda chega a ser maior que o do Volkswagen Polo (16.579) e do Fiat Cronos (14.690), por exemplo. O veterano já foi um dos mais vendidos do país, chegando a emplacar, por ano, mais de 140 mil unidades.

Conheça melhor a história do Uno no Brasil

Na indústria automotiva brasileira, a história do Uno começou em 1984, mas na realidade, o simpático compacto da Fiat já tinha sua trajetória iniciada desde o final dos anos 70.

No Brasil o modelo teve seu projeto modificado em comparação ao carro original da Europa, até porque a infraestrutura brasileira exigia uma suspensão mais robusta e uma altura maior em relação ao solo.

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe