Eternit compra fábrica em SP por R$110 milhões da sua concorrente do setor de telhas Confibra

Flavia Marinho
por
-
31-03-2021 11:44:48
em Indústria e Construção Civil
eternit - fábrica - sp - vagas - confibra - telhas Fábrica SP Confibra – Fonte: reprodução Google

Nova fábrica fortalecerá a participação da Eternit no estado de SP, elevando a capacidade de produção de telhas de fibrocimento em até 20%

Eternit anunciou na última segunda-feira, 29, uma oferta vinculante para a aquisição da empresa do setor de telhas de fibrocimento Confibra por R$ 110 milhões. Alta de até 14,5% na conta de luz para quem explora o poder do sol no Ceará. Energia solar já evitou a emissão de mais de um milhão de toneladas de CO no Brasil

Leia também

A Confibra, localizada em Hortolândia, no interior do estado de São Paulo, tem capacidade de produção na ordem de 14 mil toneladas/mês, o que representará um aumento de capacidade de cerca de 20% no parque industrial da Eternit. A operação, que deve ser concluída nas próximas semanas, busca fortalecer a posição da Eternit em São Paulo, onde a companhia não possui nenhuma unidade fabril do produto.

“Essa aquisição é uma maneira de aumentarmos nossa participação e a nossa receita, sem aumentar a capacidade total do mercado. Assim, não haverá pressão sobre os preços e as margens”, afirma Luís Augusto Barbosa, presidente do Grupo Eternit.

Eternit abastece SP com produtos provenientes de suas fábricas do Rio de Janeiro e do Paraná

Atualmente, a Eternit abastece a região com produtos provenientes de suas fábricas do Rio de Janeiro e do Paraná. “Nós não vamos substituir os produtos que hoje vêm destes estados por essa nova fábrica, pois junto com a capacidade instalada, vamos adquirir uma parcela de mercado. Com isso, virá também o grupo de clientes da Confibra. Assim, não haverá alteração em nenhuma outra fábrica da Eternit”, complementa Barbosa.

Outra vantagem da aquisição será o aumento de produção da fábrica de Manaus, onde a Eternit produz polipropileno, matéria-prima para as telhas de fibrocimento. A companhia passará a abastecer a fábrica da Confibra em Hortolândia com a fibra sintética vinda da capital amazonense.

Eternit começa produção em massa de telhas solares para vender no mercado renovável brasileiro

A Eternit está preparando grande virada, depois de vender telhas de amianto por quase 80 anos, apostando pesadamente no seu projeto de telhas solares para o mercado renovável brasileiro. Após receber a certificação do Inmetro para as telhas solares, a Eternit concluiu, somente nos dois primeiros meses deste ano, mais quatro instalações dos equipamentos além dos dois projetos concluídos em 2020.

Os novos projetos de energia renovável fotovoltaicos foram instalados nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e na cidade de Cambé, no Paraná. O menor deles, em Ourinhos, utilizou apenas 72 telhas solares na instalação, mas projetou uma economia mensal de R$ 50 na conta de luz, com uma capacidade de 70 kWh por mês.

Cada telha solar, produzida pela Eternit, mede 36,4 cm por 47,5 cm e tem uma potência de 9,16 watts, o que indica uma capacidade média mensal de produção de 1,15 Quilowatts-hora. Com isso, o maior projeto renovável da Eternit, o de Marília com 560 telhas solares, aponta uma capacidade de produção de 550 kWh/mês, o suficiente para um abatimento de R$ 390 na conta.

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.