Início Engenheiro automotivo cria sua própria versão a jato do carro elétrico, Tesla model S, e faz veículo atingir 100km/h em 3 segundos

Engenheiro automotivo cria sua própria versão a jato do carro elétrico, Tesla model S, e faz veículo atingir 100km/h em 3 segundos

11 de dezembro de 2021 às 12:27
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Tesla - Tesla Model S - engenheiro automotivo - carro elétrico - veículo
Tesla a jato é um segundo mais rápido que o elétrico – foto: Olhar Digital

Não satisfeito com a velocidade incrível alcançada pelo Tesla Model S, um Engenheiro automotivo instalou três propulsores a jato em seu carro elétrico, fazendo com que ele vá de 0 a 100 km/h em cerca de 3 segundos

Os carros elétricos da Tesla contam com diversos itens interessantes que acompanham seus veículos, dentre eles o modelo Tesla Model S que é considerado um dos modelos elétricos mais rápidos do mundo alcançando a marca de 0 a 97 km/h em 1,99 s de acordo com a montadora e 1,98 com uma aferição independente. Entretanto, Matt Mikka, engenheiro automotivo, não foi impedido de criar sua própria versão a jato do Tesla Model S.

Leia também

Carro elétrico do engenheiro usa propulsão a jato

Tesla a jato – Reprodução/Youtube

A inspiração pode ter vindo de uma brincadeira que Elon Musk, CEO da Tesla fez há dois anos, ao dizer que o próximo lançamento da montadora poderia ser um carro elétrico com propulsores a jato e que utilize combustível desenvolvido por sua outra empresa, a SpaceX. Citando até mesmo que a velocidade que o veículo poderia alcançar faria com que ele saísse do chão.

De qualquer forma, o engenheiro não esperou um anuncio oficial da Tesla e quis pôr a ideia em prática criando seu próprio Tesla Model S, com propulsão a jato, mesmo que para isso tenha sido descontruído o conceito de sustentabilidade. Para que o carro elétrico pudesse ter o impulso preciso, o engenheiro instalou três propulsores a jato na parte traseira do Tesla Model S.

De acordo com Mikka, as três turbinas combinadas consomem de 1 a 1,5 galões por minuto ligados de combustível hidro diesel, fazendo com que o carro elétrico não seja nada econômico.

Engenheiro realiza testes com seu Tesla Model S

Mikka não se contentou apenas com o campo teórico, e levou o carro elétrico para as ruas para poder testar sua velocidade que poderia ser alcançada com os novos propulsores a jato em sua potência máxima.

Durante os testes, o engenheiro conseguiu manter o controle do veículo em movimento no ponto neutro a cerca de 100 km/h e contando apenas com dois dos três motores, um deles se desligou logo no começo da aceleração. O que não o impediu de alcançar a marca de 3,32 segundos, um segundo a mais que os 4,38 alcançados com um motor elétrico.

Embora não tenha ultrapassado a velocidade do motor elétrico, Mikka apontou que diversos fatores podem ter afetado no resultado, desde o clima úmido até a estrada molhada na hora do teste, que são fatores decisivos no resultado final. Sendo assim, pode se dizer que o carro elétrico da Tesla movido a propulsores a jato não aparenta ser um projeto impossível de acontecer.

Corsa consegue alcançar uma Ferrari

Também seguindo a ideia de realizar modificações para conseguir melhores resultados o zelador e mecânico inglês Adam Beard utilizou dois motores que podem trazer mais de 1 mil cavalos de potência.

O Chevrolet conta com dois motores 2.0 DOHC, com 608 cavalos cada e consegue fazer frente a modelos de luxo esportivos, como é o caso da Ferrari 488 Pista. Ao total, o corsa é capaz de contar com 1.216 cavalos e um torque de 132 kgfm, fazendo com que o modelo consiga fazer 400 metros em apenas 7,2 segundos.

Relacionados
Mais recentes