Energia eólica – Enel Green Power aplicará investimentos de R$ 5,6 bilhões em projetos no Brasil

Valdemar Medeiros
por
-
15-12-2020 10:14:00
em Energia Renovável
energia eólica - Enel - investimentos Torres de energia eólica no Piauí

Novos projetos de energia eólica da Enel Green Power estão prestes a impulsionar o mercado das energias renováveis brasileiras

A energia eólica já é a segunda maior fonte de matriz energética no país e a Enel Green Power quer aplicar investimentos de mais de R$ 5,6 bilhões em solo brasileiro. Segundo a Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica), a capacidade instalada no Brasil chegou à marca de 16GW só no primeiro semestre de 2020. São cerca de 637 parques eólicos e 7.738 aerogeradores. Só no Brasil, a indústria eólica fez investimentos de mais de R$ 13 bilhões.

Leia também

A Enel visa investimentos de mais de R$ 5 bilhões em projetos de energia eólica. A responsabilidade ficará a cargo da Enel Green Power, que é responsável pelas energias renováveis. Os investimentos, ao todo, serão direcionados para quatro parques de energia eólica, e um solar, todos localizados na região Nordeste.

Investimentos da Enel serão destinados a parques de energia eólica no Nordeste

Os projetos da Enel destinados a energia eólica, estão localizados no Piauí (Lagoa dos Ventos III), Bahia (Morro do Chapéu II), Rio Grande do Norte (Cumaru) e Pernambuco (Fontes dos Ventos II).

O parque solar da Enel ficará também no Piauí, conhecido como São Gonçalo, ele terá capacidade para mais de 250 MW. Para a América Latina, serão destinados mais de 10 bilhões de euros, em investimentos nos próximos três anos.

Energia Eólica, como é produzida, e quais são as suas vantagens?

A energia eólica é produzida a partir das massas de ar em movimento, ou seja, o vento. É aproveitada por meio da conversão da energia cinética de translação em energia cinética de rotação.

Os benefícios socioeconômicos e ambientais da energia eólica vêm do fato dela ser renovável e causar baixo impacto nos locais da sua instalação e operação. Como parques eólicos não emitem CO2, somente em 2019, foram evitadas as emissões de 22,85 milhões de toneladas de gás carbônico. Segundo a ABEEólica, o montante equivale à emissão anual de cerca de 21,7 milhões de automóveis.

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.