Início Empresa Nexen realizará a implantação de usina de geração distribuída em Santa Catarina, com estimativa de 3.500 MWh por ano

Empresa Nexen realizará a implantação de usina de geração distribuída em Santa Catarina, com estimativa de 3.500 MWh por ano

28 de janeiro de 2022 às 08:32
Compartilhe
Siga-nos no Google News
usina - santa catarina - geração distribuída
Foto: Reprodução Google Imagens

Conforme informado pela empresa responsável, o Grupo NDTV está obtendo a maior usina de geração distribuída em Santa Catarina

O Grupo NDTV, rede de televisão sediada em Florianópolis, no estado de Santa Catarina, está recebendo a maior usina de geração distribuída (GD) fotovoltaica da região Sul do país, de acordo com a empresa de energia responsável pelo projeto, a Nexen.

Veja ainda outras notícias:

Com 2,6 megawatt-pico (MWp), o projeto da usina de geração distribuída foi construído na cidade de Piratuba, também em Santa Catarina e a 427,5 km de distância de Florianópolis, e irá compensar os gastos de cinco emissores da empresa.

Todo o procedimento necessário para a construção da usina de geração distribuída fotovoltaica começou há três anos, em 2019. Porém, a instalação dela em Santa Catarina está prevista para ocorrer até o começo de março de 2022.

Segundo a Nexen, para que seja viável a usina de geração distribuída em Santa Catarina atingir a expectativa de geração de 3.500 MWh por ano, foram usados quase seis mil módulos da marca Canadian de 450 watts (W) e vinte inversores da marca Sungrow de 110 quilowatts (kW). Essa quantidade de energia é suficiente para fornecer eletricidade a mais de 18 mil e 500 residências por ano, com 200 kWh de consumo.

A usina de geração distribuída fotovoltaica de Santa Catarina ocupa um espaço de cerca de 13 mil e 500 metros quadrados. Ao todo, o investimento realizado para a implantação da usina em Santa Catarina foi de R$ 15 milhões.

Sul está no pódio do ranking nacional de energia solar

De acordo com dados fornecidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica, a ANEEL, atualmente a região Sul do Brasil possui 1,9 gigawatts (GW) de potência instaurada em geração distribuída fotovoltaica. Atrás apenas da região Sudeste, que conta com 3,1 GW, o Sul do país está na segunda posição do ranking. Fonte: site Canal Solar, escrita por Mateus Badra.

Senado aprova marco legal da geração distribuída, confira as principais mudanças na geração de energia solar

Com benefícios reajustados, o relatório segue de volta a Câmara dos Deputados para receber aval final sobre a geração distribuída e as principais mudanças pautadas para a geração própria de energia solar.

O Senado aprovou, na última quarta-feira, 15, o projeto de lei considerado como o Marco Legal da Geração Distribuída no Brasil, que nada mais é do que a geração de energia feita pelos próprios consumidores, a partir do sistema de captação de energia solar. O relatório, agora, irá retornar à Câmara dos Deputados, pois houver alterações feitas pelos senadores no relatório inicial. Confira esta matéria clicando aqui.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes