Início Comercialização de veículos elétricos da Volvo decaiu aproximadamente 27% em função da carência de segmentos para construção dos veículos

Comercialização de veículos elétricos da Volvo decaiu aproximadamente 27% em função da carência de segmentos para construção dos veículos

5 de julho de 2022 às 19:36
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Volvo, veículos elétricos, veículos
foto: reprodução site vida mais livre / Logotipo da marca sueca Volvo – Volvo

A Volvo declarou que a escassez de componentes para construção dos veículos elétricos aconteceu devido aos lockdowns impostos pela China

A comercialização de veículos elétricos da Volvo tiveram uma queda de aproximadamente 27% no mês de junho, em relação ao mesmo período do ano de 2021. A diminuição se deve à escassez de segmentos voltados para a construção dos veículos elétricos, segundo informações da montadora sueca, divulgadas nesta segunda-feira, 4.

A Volvo declara ainda, em comunicado, que os lockdowns impostos com vista a controlar a pandemia na China causaram a diminuição de alguns segmentos, afetando diretamente a produção de veículos elétricos e híbridos plug-in.

Artigos recomendados

“No geral, a Volvo Cars começa a ver uma melhora acentuada no cenário de produção, com o número de carros produzidos em junho sendo o maior do ano”, afirma a empresa. No entanto, a Volvo prevê que a parcela de entregas de carros elétricos e híbridos plug-in poderá continuar sendo impactada no terceiro trimestre do ano.

Mesmo com escassez de componentes, Volvo vai investir cerca de US$1 bilhão em fábrica de veículos elétricos

Nova planta da será inaugurada em 2026 na Eslováquia e fará 240 mil veículos por ano. A Volvo possui o título de uma das fabricantes que mais faz investimentos para desenvolver veículos elétricos sendo uma das primeiras a oferecer veículos totalmente elétricos no Brasil. Com seu novo investimento na fábrica de automóveis elétricos, que ficará na Eslováquia, será inaugurada no ano de 2026 e poderá produzir cerca de 240 mil veículos anualmente.

Também, além desse investimento, a empresa anunciou o aporte de US$ 1.25 bilhão para construir uma nova fábrica de veículos na Europa, sendo essa fábrica exclusivamente feita para desenvolver veículos elétricos. O objetivo da empresa é produzir 100% de veículos elétricos até 2030.

Volvo pretende lançar nova linha de veículos baseada em veículos já existentes

O objetivo da empresa é lançar cerca de cinco veículos elétricos e dois híbridos plug-in nos anos seguintes, antes de deixar de produzir motores a combustão, a partir do ano de 2030.

A Volvo pretende alcançar a marca de 1 milhão e 200 mil veículos vendidos anualmente até o ano de 2025, ou seja, o objetivo da marca é alcançar a produção citada antes mesmo da fábrica nova, na Eslováquia, entrar em funcionamento. Para isso, a empresa vai contar com fábricas que estão localizadas na Ásia e nos Estados Unidos.

Além da nova fábrica que a empresa vai investir cerca de R$ 1 bilhão e ficará localizada em Kosice, na Eslováquia, a Volvo também possui fábricas em Torslanda, localizada na Suécia e também em Gent, localizada na Bélgica. Ambas as fábricas estão a cerca de 1.500 km de distância entre si, o que possibilita uma logística de transporte de segmentos e de fácil acesso a fornecedores. A empresa afirma que com essa contagem de fábricas, eles poderão fabricar 600 mil carros por ano apenas na Europa.

A Volvo vai ser a quinta fabricante de automóveis que irá instalar uma fábrica de veículos elétricos na Eslováquia, que também conta com fábricas da Volkswagen, Stellantis, Kia e Jaguar Land Rover.

Uma das razões que levaram a Volvo a estabelecer a nova fábrica de veículos em Kosice, na Eslováquia, foram os incentivos do locais feitos pelo governo que ofereceram aproximadamente € 240 milhões em benefícios aos suecos, sendo o equivalente a 20% do total investido na fábrica.

Um dos principais objetivos da Volvo é diminuir a emissão de carbono, utilizando toda a energia desenvolvida pelas suas fábricas de forma sustentável, não degradando o meio ambiente.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes