China inicia construção do primeiro sistema de armazenamento de energia renovável baseado em gravidade

Valdemar Medeiros
por
-
10-05-2022 18:11:01
em Energia Renovável
China - energia renovável - energia renovável a base de gravidade - energia Energy Vault Resiliency Center™ (Photo: Business Wire)




Com o intuito de equilibrar e expandir a rede de energia do país, a China deu início à construção do primeiro sistema de energia renovável com base em gravidade de 100 MWh

O primeiro sistema EVx de 100 MWh está com suas obras em andamento desde março de 2022, e tem como objetivo apoiar a resiliência da rede e a entrega de energia renovável à rede nacional chinesa. A líder em soluções sustentáveis de armazenamento de energia em escala de rede, Energy Vault Holdings, NRGV, NRGV WS) (“Energy Vault”), anunciou na ultima sexta-feira (6) que fará a primeira instalação do EVx™ na China. Confira o comunicado oficial.

Sistema EVx visa expandir e equilibrar a rede nacional de energia da China

O sistema EVx baseado em gravidade de 100 MWh está sendo construído adjacente a um parque eólico e local de rede nacional em Rudong, província de Jiangsu, localizada fora de Xangai, para aumentar e equilibrar a rede nacional de energia da China por meio do fornecimento de energia renovável State Grid Corporation of China (SGCC).

Artigos recomendados

A SGCC é a maior concessionária do mundo e fornece energia para mais de 1,1 bilhão de cidadãos chineses em 26 províncias, regiões autônomas e municípios, cobrindo 88% do território nacional chinês. O início da construção do EVx segue o contrato de licença e royalties anunciado anteriormente para armazenamento de energia renovável em parceria com a Atlas Renewable LLC (“Atlas Renewable”), sediada em Houston, no Texas, e seu investidor majoritário China Tianying, uma corporação internacional de gestão ambiental e remediação de resíduos envolvida em serviços ambientais urbanos inteligentes, reciclagem e recuperação de recursos e tecnologias de energia limpa com zero carbono.

O projeto é a primeira implantação de armazenamento com base em gravidade em escala de utilidade entre uma empresa da China e dos EUA e foi aprovado pelo governo da cidade e pelo governo provincial, com o apoio das agências do governo central da República Popular da China.

Parque eólico e local de rede nacional em Rudong, província de Jiangsu – Crédito: State Grid

A implantação do EVx recebeu uma aprovação preliminar acelerada sem precedentes no dia 12 de março em conferência de agências intergovernamentais, incluindo a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma, Ministério da Informação e Tecnologia da Indústria, Ministério da Ecologia e Meio Ambiente, Academia Chinesa de Ciências, Academia Chinesa de Engenharia, Departamento Nacional de Energia, National Power Grid e National Electric Power Planning Institute, bem como alguns dos principais cientistas, acadêmicos e engenheiros da China, para acelerar e avançar sua política ambiental encarregada pelo Estado, comumente chamada de “30-60”. Essa política tem uma meta declarada de Pico de Carbono em 2030 e Neutralidade de Carbono em 2060.

Energy Vault e Atlas Renewable assinam contrato de US$ 50 milhões

Cofre de Energia: Armazenamento de Energia por Gravidade – Reprodução/Youtube

No dia 26 de abril, o Three Gorges Construction Group, Comitê Profissional de Investimento em Energia da Associação de Investimentos da China, Atlas Renewable China Construction New Energy Shanghai (7ª Unidade) e China Tianying realizaram um seminário online para discutir a implantação da tecnologia de armazenamento de energia por gravidade na China.

As partes realizaram trocas e comunicações sobre a tecnologia de armazenamento de energia por gravidade e a implantação do sistema EVx da Energy Vault em Rudong, província de Jiangsu. Representantes de todas as partes expressaram seu fervoroso apoio ao projeto e total confiança no futuro da tecnologia de armazenamento de energia por gravidade na China.

Tanto o Three Gorges Construction Engineering Group quanto o China Construction New Energy Shanghai (7ªUnidade), duas grandes empresas globais de energia e construção, prometeram participar da cooperação aprofundada com a Atlas Renewable e a China Tianying nos projetos de armazenamento de energia por gravidade do Energy Vault e promover a implementação do projeto na China.

A Energy Vault e a Atlas Renewable assinaram um contrato de licenciamento de US$ 50 milhões para o uso da tecnologia proprietária de armazenamento de energia baseada em gravidade da Energy Vault e seu conjunto de software de gerenciamento de energia agnóstico de tecnologia e otimização de ativos no mercado de energia chinês.

O acordo também inclui termos que regem royalties de implantação baseados em volume e cobre manutenção, monitoramento e reutilização benéfica de materiais residuais nos blocos compostos do Energy Vault. O pagamento da taxa de licenciamento de US$ 50 milhões está programado para ser concluído em 2022.

Energy Vault se pronuncia sobre projeto

A parceria da Energy Vault com a Atlas Renewable e a China Tianying, e a implantação do EVx, estão diretamente alinhadas com a U.S.-China Joint Glasgow Declaration on Enhancing Climate Action in the 2020s, Declaração Conjunta de Glasgow EUA-China sobre Melhoria da Ação Climática na década de 2020, publicada na COP26 em novembro de 2021.

A Declaração afirma que os EUA e a China pretendem expandir seus esforços combinados para acelerar a transição para uma economia global líquida zero por meio da cooperação em políticas para incentivar a descarbonização e a eletrificação de setores de uso final; áreas-chave relacionadas à economia circular, como design verde e utilização de recursos renováveis; políticas de transmissão que incentivam o equilíbrio eficiente da oferta e demanda de eletricidade em amplas geografias; e políticas de geração distribuída que incentivam a integração de energia solar, armazenamento e outras soluções de energia limpa mais próximas dos usuários de eletricidade, entre outras iniciativas.

“A China está expandindo rapidamente seu uso de energia renovável, juntamente com mandatos anuais de armazenamento de energia, a fim de cumprir suas metas de descarbonização. Estamos muito satisfeitos que o EVx e nossa plataforma de software de gerenciamento de energia já tenham recebido aprovação regulatória local e estejam sendo implantados agora como uma tecnologia de habilitação crítica para apoiar as metas de transição energética e neutralidade de carbono da China. Em 2021, a China produziu mais toneladas métricas de gases de efeito estufa do que os quatro maiores países do mundo juntos e, conforme planejado atualmente, continuará a aumentar as emissões até 2030. Devemos agir rapidamente para reverter essa tendência, e com os parceiros locais China Tianying e Atlas Renewable, faremos exatamente isso”, disse o CEO principal do projeto Energy Vault.

Sites Parceiros

Publicidade




Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.