Ceará planeja investir R$ 8 bilhões na construção de usinas de energia solar em 13 cidades do estado

Valdemar Medeiros
por
-
23-09-2021 11:30:17
em Energia Renovável
Ceará - energia solar - usinas Os 360 MW de capacidade instalada estão distribuídos em mais de 810 mil módulos fotovoltaicos. Foto: Divulgação/Elera

Observando o alto crescimento no setor de energia solar brasileiro, Ceará planeja investir R$ 8 bilhões na construção de várias usinas de energia solar no estado com capacidade para alimentar mais de 1,2 milhões de residências

Para fortalecer o setor de energias renováveis no Ceará, a Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet) pretende investir R$ 8 bilhões nos próximos anos. A informação dos investimentos foi anunciada em primeira mão por Roseane Medeiros, secretária executiva da Sedet. Segundo Roseane, há uma empresa que está prestes a construir uma nova usina de produção de energia solar na região de fixará, no município de Abaiara.

Leia outras noticias relacionadas

13 municípios do Ceará receberão investimentos para a construção de novas usinas solares

A usina terá uma capacidade de gerar 163 Megawatts (MW) de energia utilizando energia solar. Roseane destaca que os investimentos em usinas do setor não irão se concentrar em uma única região do Ceará e que são vários municípios que tem um grande potencial para gerar energia solar.

Roseane afirma que o governo do estado está somando forças para fomentar investimentos de outras empresas do setor privado que pretendem construir usinas de energia solar.

Sem revelar o número ou nome dos interessados, a representante afirmou que estão em andamento negociações para a instalação de usinas fotovoltaicas em 13 municípios do Estado, incluindo ampliação das usinas já instaladas. As iniciativas buscam explorar o potencial de geração nos seguintes municípios do Ceará: Aquiraz, Aracati, Caucaia, Icó, Jaguaretama, Limoeiro do Norte, Mauriti, Milagres, Russas, São Gonçalo do Amarante, Sobral e Trairi.

Mais de 2,4 GW de energia podem ser produzidos no estado

Roseane afirma que ainda não há data definida para que as usinas comecem a ser construídas e ressalta que em média, são necessários dois anos de análises, fundação da infraestrutura, regulamentação e licenciamento para que os projetos entrem em operação.

Ao total, a projeção é que a construção das usinas de energia solar produzam cerca de 2,4 GW de potência. De acordo com dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica, baseada no padrão de consumo energético de 2018, a energia que será gerada no Ceará tem capacidade de abastecer cerca de 1,2 milhões de casas.

Roseane define a instalação desses investimentos em energias renováveis no estado como inevitáveis e ressalta que o governo busca impulsionar todo o processo. Não só da matriz fotovoltaica, mas também das plantas de energia eólica tanto onshore quanto offshore, e o governo busca associar isso aos projetos de usinas de hidrogênio verde que vão precisar da energia sustentável e que já estão vindo para o estado.

Obras das usinas de energia solar prometem gerar mais de 4 mil empregos

O grande potencial natural, os incentivos fiscais e o apoios do Estado são fatores de destaque que fomentarão as fontes de energia renováveis no estado. Segundo Roseane, a missão não é apenas incentivar as usinas, a produção em si, mas também estimular toda a cadeia econômica, pois isso movimenta a economia local, principalmente o setor do comércio e de serviços.

A secretária executiva da Sedet destaca que a prioridade das empresas será a contratação de mão-de-obra local com a média de 4 mil empregos diretos por cada empreendimento e outros 600 de trabalho após início da produção de energia nas usinas.

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe