Cabo submarino entre Brasil e Europa começa a funcionar e ajustar o caminho para chegada do 5G no país

Valdemar Medeiros
por
-
02-06-2021 13:28:10
em Indústria e Construção Civil
Cabo submarino - 5G - Europa Cabo submarino de fibra ótica – Créditos: Reprodução/OPovo

O Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações, anunciou que começou a funcionar nesta terça-feira (01). o cabo submarino de alta capacidade que liga o Brasil aos Países da Europa. Para marcar o início deste momento histórico do cabo que dará suporte à chegada do 5G no Brasil, uma cerimônia acontecerá em Portugal nos próximos dias.

Esses assuntos também podem te interessar

Conheça melhor o cabo submarino que chegará até a Europa

O cabo submarino construído pela EllaLink, além de ter um custo estimado em US$ 185 milhões, teve o apoio da Rede de Ensino e Pesquisa (RNP). O equipamento de suporte ao 5G promete conectar Fortaleza ao país da Europa, Portugal, mais especificamente em Sines, mas também passando pela Guiana Francesa, Ilhas Canárias, Cabo Verde e Ilha da Madeira.

Uma das vantagens do cabo submarino é que, diferente da maior parte das transmissões, as informações não precisam passar pelos Estados Unidos para chegarem até a Europa. Ao total, o cabo que dará suporte para o 5G terá uma extensão de aproximadamente 6 mil quilômetros e ficará a quase 5 mil metros de profundidade.

Segundo a EllaLink, através de uma conexão direta de alta velocidade e de baixa latência, o sistema garante um acesso de alta qualidade às aplicações e serviços de telecomunicações. Além da educação e pesquisa, a infraestrutura também será utilizada para serviços de nuvem e negócios digitais.

De acordo com a EllaLink, o cabo de apoio ao 5G promete reduzir a latência da conexão atual em 50%, já que ele é um cabo de fibra ótica que permite o tráfego de 72 terabits por segundo. Sendo assim, a latência será de 60 milissegundos (ms). Além da rota marítima, as conexões terrestres irão ligar o cabo aos estados de São Paulo e Rio de Janeiro e na Europa chegarão até Marshelha, na França, e Madrid, na Espanha.

O primeiro cabo submarino de fibra ótica no Brasil

No Brasil, muito antes de se pensar em 5G, o primeiro cabo submarino surgiu em 1857, fazendo parte da primeira linha telegráfica brasileira que interligava a Praia da Saúde (RJ) à Petrópolis. O cabo possuía 15 km em uma linha que possuía uma extensão total de 50 km.

Em 1874, surgiu no país o primeiro cabo totalmente submarino, que foi inaugurado por D. Pedro II, que conectavam os estados do Rio de Janeiro, Bahia, Pernambuco e Pará e, em 1875, já era projetado o primeiro cabo submarino internacional do país.

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe