Americanos de olho no aeroporto de Cabo Frio e na indústria de Óleo e Gás

parceria firmada

Brasileiros e americanos assinam acordo de cooperação visando negócios da área de óleo e Gás e aeroporto de Cabo Frio ganha destaque pela proximidade com o pré-sal

Depois dos suíços da multinacional suíça Zurich Airport Latin America arrematar o aeroporto de Macaé no leilão da concessão dos Aeroportos realizado pelo governo brasileiro, os americanos mostram que também estão de olho nas portas de entrada da indústria petrolífera do Pre-sal e assinam acordo com o aeroporto de Cabo Frio.
O acordo de cooperação entre a Houston Airport e o Cabo Frio Airport, no Rio de Janeiro, visa desenvolver os negócios da área de óleo e gás, prospectar novos clientes e incentivar o tráfego aéreo entre os aeroportos.

O acordo será assinado na próxima quinta-feira (11/04) no Encontro do Comitê de Desenvolvimento de Comércio Internacional da Greater Houston Partnership (GHP), nos EUA.

Ambos os aeroportos tem posição de destaque na industria petrolífera de seus países, o de Cabo Frio tem a seu favor a proximidade do polígono do pré-sal, entre as bacias de Campos e Santos e o de Houston também está localizado em um dos mais importantes polos da indústria petrolífera norte-americana.

Trabalho em conjunto

Além da troca de conhecimentos entre os aeroportos, a parceria vai criar também um canal direto entre os dois aeroportos que estabelecerá ações conjuntas visando melhorar a logística da cadeia de fornecedores da indústria de óleo e gás.

O aeroporto de Cabo Frio foi primeiro aeroporto público com gestão privada no Brasil e está operando desde 2001.

Aeroportos tem uma função chave, pois atuam como porta de entrada das cargas internacionais em uma indústria em que o mercado exterior fala bem alto ainda no nosso país.

Leilão de portos no Brasil tem mais de R$ 400,00 milhões arrecadados com outorga ! Clique aqui e saiba os detalhes !

Um passo simples para se trabalhar embarcado mas poucos conhecem...

Um dos mercados mais almejados para profissionais que desejam trabalhar no mar é o offshore, principalmente em navios de cruzeiro, embarcações de apoio e marcantes. As escalas de trabalho são diferenciadas, podendo-se trabalhar apenas 6 meses e folgando mais 6. Assista o vídeo revelador que têm ajudado muitas pessoas no Brasil a ingressar neste mercado aqui.
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.