Início Biodiesel tem redução impressionante de 70% na emissão de gases do efeito estufa como um combustível feito a partir do óleo de cozinha, aumentando a sustentabilidade; Binatural já trabalha há 15 anos com esse composto

Biodiesel tem redução impressionante de 70% na emissão de gases do efeito estufa como um combustível feito a partir do óleo de cozinha, aumentando a sustentabilidade; Binatural já trabalha há 15 anos com esse composto

20 de junho de 2022 às 10:35
Compartilhe
Siga-nos no Google News
sustentabilidade biodiesel combustível efeito estufa óleo de cozinha Binatural
Biodiesel ocupa 10% dos combustíveis usados no Brasil e a tendência é aumentar | Foto: Multipetro

O biodiesel revolucionou o setor de combustível com a redução de emissão dos gases do efeito estufa

O biodiesel é um combustível renovável e limpo que é produzido a partir do óleo de cozinha ou de gordura animal. Sua queima produz poucas quantidades de gases do efeito estufa e chega a reduzir em 72% a emissão, de acordo com pesquisadores da Universidade de São Paulo. Esse biocombustível é um grande passo para a busca da sustentabilidade no Brasil.

O uso desse combustível de energia limpa reduz o consumo total ou parcial do diesel obtido do petróleo em diversos veículos usados na agricultura e também nas estradas, como tratores, caminhões, e máquinas da construção civil e rodoviária. O Brasil tem um programa do governo federal chamado Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel (PNPB), que foi criado em 2004 e estimula até hoje a maior produção desse biocombustível. Confira mais sobre os efeitos positivos desse óleo na matéria.

Artigos recomendados

Saiba como o biodiesel é fabricado a partir do óleo de cozinha com o vídeo abaixo

O biodiesel pode ser feito a partir do óleo de cozinha ou de gordura animal | Reprodução — YouTube: Ciência Chave

Grande estudo da USP mostrou que a redução de gases do efeito estufa pode chegar a 72% com produção de biodiesel a partir da soja, totalmente nacional

Pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) realizaram um estudo em 2019 a respeito da produção de biodiesel a partir da soja do Brasil. Nele, foram analisados dados de mais de 200 propriedades produtoras de soja, considerando desde o plantio até a produção e distribuição do biocombustível.

Os resultados mostraram que a etapa de plantio é a que mais produz gases do efeito estufa, tendo em vista que os tratores ainda usam o diesel comum. No entanto, quando considerados a distribuição do combustível e todo o ciclo de produção, a redução chega a 72% na emissão de gases do efeito estufa, o que é muito significativo.

“Em cumprimento não apenas ao Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel (PNPB), que estabelece o uso do B8 (março de 2017), do B9 (março de 2018) e do B10 (março de 2019), mas também em relação à INDC (Pretendida Contribuição Nacionalmente Determinada) do Brasil, apresentada em 2015 durante a Convenção do Clima da ONU/ COP 21, em Paris, o estudo sugere um alto potencial do biodiesel de soja para a melhoria da sustentabilidade ambiental do sistema de economia de base biológica no Brasil, bem como em outros países importadores do biodiesel de soja nacional.”

Carlos Eduardo Cerri, autor principal da pesquisa realizada pela USP (2019)

Binatural é uma das empresas pioneiras em sustentabilidade com a produção de combustíveis renováveis e de energia limpa

A Binatural é uma empresa focada na produção de biocombustíveis produzidos a partir de compostos que não derivam do petróleo em geral. A empresa possui unidades com produção anual de até 360 milhões de litros de biodiesel, como no caso da planta localizada na Bahia. Nesse sentido, a produção de biodiesel é essencial para manutenção da saúde do meio ambiente e do ser humano, porque reduz também a emissão de partículas poluentes decorrentes da queima de combustíveis fósseis sendo inaladas durante a respiração.

Infelizmente, hoje no Brasil o uso de biodiesel ainda é baixo, com uma taxa de 10% contra 90% do uso de diesel a partir do petróleo. No entanto, a Binatural tem ampliado seus negócios em uma busca constante para ampliar o uso do biocombustível no Brasil. São mais de 15 anos atuando nesse mercado e, agora, a empresa é uma das principais no cenário brasileiro no setor.

Relacionados
Mais recentes