Tripulantes de navio da Transpetro foram contaminados por covid19 e Anvisa intercede. A subsidiária lança nota oficial

Navio Transpetro Covid19 Salvador contaminação Navio Rômulo Almeida, Transpetro

O navio Rômulo Almeida, da Transpetro, está preso em Salvador e seus tripulantes terão que cumprir quarentena abordo do petroleiro sob exigência da Anvisa até que o surto do covid19 aborde seja melhor avaliado

O navio petroleiro da Transpetro Rômulo Almeida está fundiado em Salvador, Bahia, está sob embargo de operações até o momento pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) devido à contaminação de 11 tripulantes por covid19. Fontes disseram ao CPG que a contaminação acorreu na logística de troca de turma, entenda.

Leia também

Segundo informado, os tripulantes estavam a embarcar neste navio cumpriam quarentena em Recife, Pernambuco. Aconteceu que o embarque foi programado através de Salvador, os funcionários tiveram que viajar até a Bahia de ônibus fretado. Foi nesse momento que aconteceu a “suposta contaminação”.

Outro ponto informado é que, prestadores de serviços terceirizados, estão subindo nos navios sem fazer exames e sem cumprir quarentena, maximizando o risco de contágio do covid19 entre os petroleiros.

Nota da Transpetro

“A Transpetro informa que foi confirmado caso de Covid a bordo do Navio Rômulo Almeida no dia 09/11/2020. Imediatamente, a companhia reforçou as orientações de distanciamento e prevenção a bordo e notificou a Vigilância Sanitária de Salvador. Toda a tripulação está sendo monitorada pelo Serviço remoto de Saúde da Transpetro e foi submetida ao teste RT-PCR. Os casos confirmados foram isolados, conforme Protocolo do Ministério da Saúde.

As instalações do navio estão sendo higienizadas diariamente pela equipe de bordo e passarão por higienização adicional após o desembarque dos tripulantes.
A Transpetro reitera o compromisso com a saúde e a segurança dos colaboradores e vem adotando procedimentos robustos em todas as suas unidades desde o início da pandemia, atuando sempre de forma diligente. Entre as medidas de prevenção ao contágio estão o período de quarentena pré-embarque com monitoramento de saúde para todos os marítimos, avaliação de saúde e testes RT-PCR antes do embarque e, a bordo, uso obrigatório de máscaras, distanciamento entre as pessoas e reforço na higienização e nas demais medidas de prevenção.”

  • Veja mais informações em tempo real sobre o navio Rômulo Almeida aqui no sited o Marine Traffic.

Tags:
Paulo Nogueira
Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.