Marítimos da Transpetro são demitidos após teste do bafômetro no desembarque. Os tripulantes estavam a bordo do navio petroleiro há cerca de 8 meses

Transpetro Navio demitidos João Candido Navio JOÃO CÂNDIDO / fonte: Transpetro

O caso ocorreu no navio petroleiro JOÃO CÂNDIDO recentemente com 5 operários da Transpetro. Pai e filho de um deles morreram enquanto estava embarcado

Alguns marítimos entraram em contato com o CPG, demonstrando insatisfação com a Transpetro após serem demitidos no desembarque de um de seus navios de longo curso recentemente. Segundo o site Marine Traffic, o petroleiro se encontra no Porto de Suape, em Recife-PE na data de publicação deste artigo, ainda não conseguimos confirmar se o teste aconteceu lá. O Click Petróleo e Gás recebeu um nota oficial da Transportadora, que será possível conferir depois do relato da situação.

Segundo as informações recebidas, os tripulantes estavam há cerca de 8 meses embarcados no navio de logo curso João Candido, sendo que o máximo permitido e acertado em convenção seria de 3 meses.

Devido a escala excepcionalmente estendida, fatores psicológicos e emocionais começaram à afetar os marítimos demitidos, sendo que naquele momento eles viram na bebida alcóolica um meio de aliviar a tensão, preocupações e outros fatores. Além disso, o pai e filho de um desses marítimos morrem enquanto ele estava abordo do navio.

Vale ressaltar que os tripulantes pegos no teste do bafômetro no navio João Candido não se eximem da culpa, mas criticam a insensibilidade da Transpetro entender e relevar todos os fatores que levaram a demissão dos mesmos.

Nas políticas da Transpetro relacionadas a bebidas alcóolicas é proibido o transporte, comercialização e consumo do mesmo em qualquer navio de sua frota.

Nota Oficial da Transpetro

A Transpetro é uma empresa que transporta petróleo e derivados e possui responsabilidade pela sua atividade, com a carga, as pessoas e o meio ambiente, bem como firme compromisso com a segurança de suas operações, suprindo sua tripulação de todas as informações e treinamentos no cumprimento das políticas internacionais e das normas internas relacionadas à segurança a bordo. Acrescentamos que a companhia mantém atendimento social e suporte médico, através de canal específico, para seus empregados marítimos durante 24 horas por dia, estando sempre atenta às necessidades reportadas por seus empregados. No que respeita especificamente à logística de desembarque, esclarecemos que a companhia seguiu todos os protocolos internacionais de saúde no cenário de Covid-19, considerando as restrições para desembarque em aeroportos e portos nos países em que opera, visando à preservação da saúde de seus tripulantes.

Assessoria de Imprensa Transpetro
Tags:
Paulo Nogueira
Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.