A CCEE aponta que geração de energia solar brasileira cresceu 28% em fevereiro de 2020


GERAÇÃO ENERGIA SOLAR CCEE 2020

A tendência é que novos recordes de geração de energia solar sejam batidos no Brasil ao longo deste ano a medida que se mantém incentivos

A produção de energia solar do Brasil em fevereiro subiu para 623 megawatts médios (MWa), de 486 MWa há um ano, aumentando 28%. A geração eólica também sofreu uma melhoria de 18,5%, para 4.057 MWa. Sua participação no mix aumentou para 5,9%, ante 4,9% no ano anterior, mostra o InfoMercado Semanal da CCEE (Câmara de Comercialização de Energia Elétrica), o boletim semanal para geração e consumo de energia que envolve:

  • Energia Eólica
  • Energia Solar
  • Biomassa
  • Hidrelétricas

As usinas hidrelétricas (UHE) produziram 55.879 MWa, um pouco acima dos 55.355 MWa do ano anterior. A geração de energia de biomassa, por outro lado, caiu de 955 MWa para 917 MWa. Mas este número deve mudar em breve, pois a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) liberou na última terça-feira(03) novos projetos de 15 usinas no Brasil (confira).

No total, a geração total de eletricidade no Brasil em fevereiro diminuiu 1,3% em relação ao ano anterior, com 69.259 MWa entregues ao Sistema Interligado Nacional (SIN). A demanda do país chegou a 65.302 MWa, ou 2% a menos que no ano anterior, segundo dados da CCEE.

Leia mais algumas matérias interessantes

Método Emprego em 7 dias

Um método incrível e comprovado que ensina a conseguir emprego rápido em praticamente uma semana. Edson Beux ensina o caminho que vai desde de a montagem do currículo, até o aperto de mão no ato da contratação. Se você é um profissional experiente e busca recolocação no mercado ou sem você nunca trabalhou e está em busca do seu primeiro emprego, o Método Empregos em 7 dias resolverá o problema de ambos. Clique aqui e assista o vídeo introdutório, além de depoimentos reais de pessoas que tiveram sucesso.

Paulo Nogueira

Sobre Paulo Nogueira

Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.