Whirlpool, dona das marcas Consul e Brastemp, irá investir R$ 240 milhões para ampliação de fábricas, podendo gerar 3 mil empregos

Roberta Souza
por
-
20-07-2021 14:22:15
em Economia, Negócios e Política
Whirlpool – Espírito Santo – empregos Fábrica da Whirlpool/ Fonte: FIESP

As fábricas da empresa em São Paulo e Santa Catarina irão receber investimentos para ampliação da produção e novo centro administrativo será construído

A empresa Whirlpool, maior fabricante mundial de eletrodomésticos e dona das marcas Brastemp e Consul, anunciou que irá realizar um investimento de R$ 240 milhões para ampliar a produção de suas fábricas nos estados de São Paulo e Santa Catarina. A companhia anuncia o primeiro aporte em aumento de capacidade no Brasil em cerca de uma década e pode gerar 3 mil novos empregos. Veja ainda: Nova fábrica que recebeu investimentos de R$ 152 milhões é inaugurada no Paraná. Empreendimento pode gerar mais de 160 empregos

Investimentos para ampliar produção nas fábricas e novo centro administrativo

A dona das marcas Consul e Brastemp fará aporte de R$ 240 milhões em sua fábrica de máquinas de lavar roupas, em Rio Claro (SP), e na de refrigeradores, em Joinville (SC). A empresa fará também um novo centro administrativo, na capital paulista. João Carlos Brega, presidente da Whirlpool na América Latina, diz que o aumento da capacidade vai gerar aproximadamente 3 mil empregos, entre diretos e indiretos.

Em entrevista ao Estadão, o executivo diz que a empresa bateu o martelo sobre os investimentos recentemente nas fábricas, em plena pandemia, uma vez que a demanda por produtos da linha branca, como geladeiras e máquinas de lavar roupa, deu um salto no isolamento social. “Quando chegou a crise sanitária, em 2020, estávamos indo buscar os patamares de produção de 2013 e 2014. No fim, a nossa demanda foi uma das menos prejudicadas”, disse João Carlos.

Aumento da produção durante a pandemia

O executivo da Whirlpool explica que o aumento das vendas e da produção das fábricas pela empresa em 2020 foi de dois dígitos, ritmo que deve ser mantido em 2021. Outros dois fatores que devem ajudar a empresa, segundo ele, são a saúde da construção civil – que exige que novos donos de imóveis comprem mobília para a nova casa a ser entregue – e a emergência de produtos que hoje ainda estão pouco presentes nos lares brasileiros, como as lava-louças.

Além das duas fábricas que receberão investimentos e irão gerar novos empregos, a companhia dona da Consul e da Brastemp também tem uma unidade em Manaus, no estado do Amazonas, e possui ainda quatro centros de tecnologia e três centros de distribuição espalhados pelo Brasil.

Veja ainda: Nova fábrica da Votorantim Cimentos inicia operação no Complexo do Pecém, no Ceará. Empreendimento irá gerar novos empregos

A Votorantim Cimentos iniciou ontem (19/07) a operação da nova linha de produção da fábrica de cimento no Complexo do Pecém, no estado do Ceará. Com a ampliação, a unidade passa a ter uma capacidade de produção da ordem de 1 milhão de toneladas de cimento anualmente. O volume de produção da nova unidade irá reforçar o abastecimento do mercado da região metropolitana de Fortaleza.

Na nota publicada pela empresa, foi informado que investiram cerca de R$ 200 milhões no projeto, que teve duração de três anos, e priorizaram a eficiência energética e a automação industrial, com a instalação de equipamentos de última geração, seguindo a estratégia de sustentabilidade. Para a execução das obras e início da operação, geraram mais de 600 empregos na unidade, entre diretos e indiretos.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos