Volkswagen lança Gol quadrado futurista, o carro elétrico mais barato da multinacional

Valdemar Medeiros
por
-
07-09-2021 10:57:36
em Logística e Transporte
Gol - carro elétrico - VW - Volkswagen - multinacional Volkswagen ID.Life: marca apresenta conceito elétrico voltado para jovens – créditos: VW/Divulgação

Nesta segunda-feira (6), a multinacional Volkswagen apresentou o seu novo carro elétrico, um Gol quadrado futurista intitulado de ID.Life

Com a crescente demanda de carros elétricos no Brasil, não surpreende que a multinacional Volkswagen lance um dos modelos elétricos mais populares do mercado automotivo. O novo carro elétrico da vez é o Gol quadrado futurista, que vem sendo um dos maiores destaques do evento que sucedeu o Salão de Frankfurt, chamado também de IAA Mobility. A multinacional Volkswagen pretende lançar a nova versão do Gol ID.Life em 2025, numa margem de € 20 mil, cerca de R$ 125 mil na conversão direta.

Leia também

CEO da multinacional Volkswagen fala sobre o Gol ID.Life em abertura do salão de Munique

VOLKSWAGEN ID.LIFE É PRÉVIA DE SUV “POPULAR” 100% ELÉTRICO QUE RODA ATÉ 400 KM

Durante a abertura do Salão de Munique, o CEO da multinacional Volkswagen, Ralf Brandstaetter, falou sobre o novo carro elétrico compacto, o Gol quadrado ID.Life, e disse que o novo carro elétrico é a visão da marca que dará o pontapé inicial para a próxima geração de mobilidade urbana de forma totalmente elétrica. “Isso significa que estamos tornando a mobilidade elétrica acessível a mais pessoas”, destacou Ralf.

O Gol ID.Life se diferencia dos outros carros da linha elétrica da Volkswagen, como por exemplo o ID.3, por não ser tão futurista e seguir um estilo mais retrô, assim como outro já apresentados recentemente, como Renault 5, o novo Fiat 500e e o Honda E, todos eles inspirados em antigos modelos urbanos e compactos.

Gol ID.Life, feito para ser sustentável e com foco no público jovem

Um dos focos principais da Volkswagen ao criar o Gol ID.Life foi a sustentabilidade, desenvolvido com materiais reciclados e economicamente materialistas. O teto removível e o capô foram produzidos com plástico derivados de garrafas PET, e o revestimento dos estofados foi feito a partir de camisas velhas, além de outras matérias primas de fonte natural utilizadas na pintura, como cascas de arroz, borracha de seringueira e lascas de madeira.

Economizaram bastante também nos materiais de produção do utilitário, não contando por exemplo com a presença de uma central de multimídia, comum em outros lançamentos modernos. Nele, existem poucos botões ou comandos na cabine, já que a interatividade do condutor com o veículo é feita pelo volante, que conta com uma pequena tela digital e com touch, podendo acoplar um aparelho celular ou tablet no painel por meio de um ímã.

Gol quadrado promete ser o modelo mais barato da VW e ainda incluir videogame

E para os amantes de games, o veículo conta com um console, um projetor e uma tela retrátil de 34 polegadas, dando assim mais interação para o motorista.

“O carro do futuro envolve um estilo de vida e expressão pessoal. O cliente de amanhã não vai querer simplesmente ir de A para B: ele estará muito mais interessado nas experiências que um carro pode oferecer”, disse Brandstaetter.

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe