Fatos revelados na Operação Lava Jato pode tirar Golar Power da disputa por terminal de Gás Natural Liquefeito da Petrobras, na Bahia

Flavia Marinho
por
-
29-09-2020 08:52:38
em Petróleo, Óleo e Gás
GNL, Petrobras, Bahia, Golar Fatos revelados na Operação Lava Jato pode tirar Golar Power da disputa por terminal de Gás Natural Liquefeito da Petrobras na Bahia

A Golar Power está competindo para comprar um terminal de regaseificação de gás natural liquefeito (GNL) na Bahia, colocado à venda pela Petrobras

Petrobras anunciou ontem à noite (28/09) em fato relevante que o grupo de energia Golar pode ter que ficar de fora da disputa de um terminal de regaseificação de gás natural liquefeito (GNL) na Bahia, colocado à venda pela estatal. Aker fecha contrato milionário com Equinor e vai fabricar no Brasil ANMs para o desenvolvimento do campo de petróleo no Mar do Norte

Leia também

A Petrobras está reavaliando a nota de risco da Golar Power para definir se a companhia pode ou não fazer negócios com a estatal, incluindo a participação no processo licitatório do terminal de regaseificação na Bahia.

“Em virtude dos fatos revelados da 75º fase da Operação Lava Jato relacionados ao Grupo Golar Power, a Petrobras informa que está em andamento uma revisão da Análise de Integridade deste fornecedor. Esta análise é feita regularmente com todos os fornecedores da companhia e atribui diferentes Graus de Risco de Integridade (GRI). Qualquer alteração na percepção de risco de integridade ao qual a Petrobras pode estar exposta ao se relacionar com as empresas do Grupo Golar Power será comunicada de forma tempestiva aos seus Representantes Legais.” disse a Petrobras em nota.

No caso do processo licitatório para arrendamento do Terminal de Regaseificação da Bahia, o edital impede a participação de qualquer empresa ou consórcio com GRI alto.

Também está previsto no documento que todas as partes interessadas em iniciar e manter relacionamento com a Petrobras serão submetidas a diligências apropriadas de acordo com o Programa Petrobras de Prevenção da Corrupção (PPPC).

Diante dos fatos revelados pela Operação Lava Jato, a estatal também pediu esclarecimentos à BR Distribuidora, que fechou parceria com a Golar Power para serem sócias. Cabe salientar que a Petrobras não é acionista controladora da BR Distribuidora.

A Petrobras já tinha pré-qualificado dez empresas para a disputa, incluindo uma subsidiária do grupo Golar, a Golar Power Latam Serviços Marítimos Ltda.

  • Golar Power Latam Serviços Marítimos Ltda
  • Gás Natural do Brasil S.A.
  • Companhia de Gás da Bahia (Bahiagás)
  • Repsol LNG Holding S.A.
  • BP Energy do Brasil Ltda.
  • Compass Gás e Energia (Cosan)
  • Total Gás & Eletricidade do Brasil Ltda
  • Shell Brasil Petróleo Ltda
  • Excelerate Energy L.P
  • BG do Brasil Ltda

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.
fwefwefwefwefwe