Usina eólica: Sertão de Pernambuco agora conta com novo empreendimento de energia estimada em cerca de 430 milhões de reais

Roberta Souza
por
-
27-04-2022 16:54:22
em Energia Eólica
usina eólica, energia, sertão Foto: Reprodução de Kervin Edward Lara, disponível no Pexels




A usina eólica Fontes dos Ventos II fica localizada na extensão do Sertão onde funciona o primeiro parque de energia solar e eólica do Brasil

É no Sertão de Pernambuco, no município de Taracatu, que a nova usina eólica, Fontes dos Ventos II, está sendo inserida.
A usina de energia renovável possui capacidade de 99MW e recebeu cerca de R$430 milhões de capital para ser desenvolvida.

Construção fica localizada na mesma região da Enel Green Power do Brasil

A construção que se encontra na mesma região do Sertão de Pernambuco que a Enel Green Power, empresa que produz energia elétrica através de fontes renováveis, opera desde 2015 o primeiro parque híbrido solar e eólico do País, juntando a usina eólica Fontes dos Ventos I e o projeto Fontes Solar.
A usina Fontes dos Ventos II faz parte de um projeto de novas usinas da Enel que foram construídas durante a pandemia.
Além disso, foram cumpridos rigorosos protocolos de segurança de acordo com as especificações sanitárias previstas, a fim de garantir a segurança dos trabalhadores comprometidos na construção da usina éolica, bem como ao bem estar da comunidade do Sertão, onde está inserida. A Enel também inseriu algumas ações para favorecer a população em torno da usina éolica, como oferecer assessoria técnica rural a cerca de 60 agricultores, oficinas com técnica de agroecologia para famílias e o estímulo da pratica da agricultura familiar. Uma das beneficiárias da oficina, a agricultora Ivone Cosma dos Santos, de 39 anos, conta: “Aprendi a fazer um composto orgânico para adubar o solo sem precisar agora usar adubo sintético. Também aprendi a fazer uma calda natural para matar pragas. Fiz a aplicação dessa calda no pé de acerola e de graviola e foi uma maravilha porque não precisei comprar veneno”.

Início das operações é considerado um marco simbólico para o Sertão de Pernambuco

O início das atividades da usina éolica Fontes dos Ventos II é um marco simbólico para a expansão das fontes de energia renováveis do Sertão e do País nos últimos anos.
“Estamos ampliando a nossa capacidade instalada eólica numa região em que temos presença há anos. Muito antes da recente resolução da agência reguladora para o desenvolvimento de usinas híbridas no país, instalamos naquela região de Pernambuco um projeto pioneiro, com um parque eólico e solar construídos lado a lado. Foi um projeto que gerou aprendizados importantes para a empresa e para demais agentes do setor, no sentido de permitir estudar as oportunidades da complementariedade das fontes e estimular a regulamentação de projetos associados”, diz Roberta Bonomi, responsável pela Enel Green Power no Brasil.

Usina eólica conta com 18 aerogeradores de energia renovável

A usina éolica possui 18 aerogeradores que juntos serão capazes de gerar mais de 421 GWh de energia anualmente. De modo sustentável, a produção de energia da usina éolica possui competência para impedir a emissão de cerca de 230 quilotoneladas de CO2 por ano, além de evitar o gasto de 97 milhões de metros cúbicos de gás por ano que serão substituídos por energia renovável limpa produzidas no país. A energia produzida na usina eólica é fornecida ao mercado livre para vender aos clientes comerciais através da Enel Trading, uma comercializadora do grupo. Também, em julho de 2021, a Enel fixou, durante os próximos 15 anos, uma parceria com as Lojas Renner para completar a demanda de energia de 170 lojas e 1 centro de distribuição da marca com energia limpa desenvolvida na usina éolica.

Em parceria com empresa australiana, Ceará realiza investimento de R$ 50 bilhões em parque de energia eólica offshore

Depois que a energia offshore, ou seja, em alto-mar, foi regulamentada no Brasil, os projetos começaram a surgir de forma rápida. O estado do Ceará foi o pioneiro e um dos protagonistas nessa nova modalidade, com o projeto da Central Eólica Marítima em Acaraú, um município do Litoral Oeste do estado. Um de seus investimentos previstos em energia eólica offshore está em progresso iminente, visto que a assinatura de um memorando de entendimento está prestes a acontecer. Para saber mais, clique aqui e leia também esta matéria completa.

Sites Parceiros

Publicidade




Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos