Trabalhadores de FPSO da Modec a Serviço da Petrobras testam positivo para o novo coronavírus

Paulo Nogueira
por
-
15-04-2020 12:04:25
em Petróleo, Óleo e Gás
FPSO Cidade de Santos Petrobras Modec Covid-19 FPSO Cidade de Santos – Modec

Operários a serviço da Petrobras de uma unidade flutuante de armazenamento e transferência (FPSO) foram infectados com Covid-19, após testes clínicos confirmarem esta semana. O contágio aconteceu na plataforma de produção da Modec, em operação na Bacia de Santos, no pré-sal. Ainda não foi informado pela Japonesa o número exato de trabalhadores infectados, mas segundo as fontes de O GLOBO, são cerca de 13 pessoas.

Até o momento, a Modec disse que apenas esta unidade da empresa(Cidade de Santos) tiverem o teste positivo, os mesmos foram desembarcados imediatamente para receber cuidados ambulatoriais adequados. Esta navio plataforma a serviço da Petrobras consegue processar 35 mil barris de petróleo diariamente e 10 milhões de m³ de gás.

Na semana passada, a plataforma Capixaba, operada pela SBM Offshore a serviço da Petrobras, também teve 34 petroleiros infectados pelo novo coronavírus a partir da testagem dos 53 tripulantes.

A ANP ( Agencia Nacional do Petróleo) preferiu não dar informações mais detalhadas sobre estes novos casos em unidades que prestal serviço a Petrobras, apenas disse que há 47 casos confirmados até o momento e duas unidades offshore, que ocorreram nos dias 9 e 10 deste mês.  A agência também ressaltou que as duas plataformas tiveram a produção paralisada para que houvesse desinfecção das instalações.

Em nota, a Modec explicou que quando constatado o primeiro caso de contaminação, todos os tripulantes foram submetidos a exames e imediatamente desembarcados, assim como as pessoas que estavam em contato com eles. A japonesa mobilizou um contingente médico para acompanhar os petroleiros.

A Modec informou ainda que decidiu paralisar a produção da unidade, seguindo seus protocolos de segurança e que vai retomar as atividades da plataforma depois de concluídas a limpeza e desinfecção. Por fim a empresa afirmou, em nota, que, desde o início da pandemia, vem implementado uma série de ações para reduzir a exposição de trabalhadores e manter a operação com segurança de suas embarcações, com “ um rígido controle de acesso às plataformas em operação no Brasil.”

É importante informar que a contaminação ocorreram antes das campanhas de prevenção, em março. Somente no dia 7 do mês passado que os testes rápidos começaram a ser realizados antes do embarque dos operários.

Ações da Petrobras para frear a contaminação

A Petrobras vem monitorado todas às ações de prevenção que suas prestadoras de serviços vem tomando nas unidades, incluindo as afretadoras de plataforma. Qualquer quadro irregular respiratório apresentado por seus colaboradores, imediatamente é averiguado e testados para possíveis infecções. Aqueles que moram na região desembarque, são encaminhados a suas casas.

Tags:
Paulo Nogueira
Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.
fwefwefwefwefwe