Trabalhadores da construção civil são considerados como prioridade para vacina do Covid-19

Valdemar Medeiros
por
-
25-01-2021 11:39:48
em Indústria e Construção Civil
Construção covil - vacina - covid-19

Colaboradores no canteiro de obras

Construção civil passa a ser prioridade na luta contra o covid-19 e colaboradores passam a ter direito a vacina em seus postos de trabalho

Nesta sexta-feira (22) os trabalhadores da indústria de construção civil foram inclusos na lista de grupos prioritários pelo Ministério da Saúde, no plano para tomar a vacina contra a covid-19. No geral, o grupo da construção civil, é representado por cerca de 5,3 milhões de pessoas, as informações são da Folha de Sp. Também está incluso na pasta para tomar a vacina contra o covid-19, além do pessoal da construção civil, os trabalhadores de transporte aéreo e aquaviário, e também, trabalhadores portuários, esses grupos além o da construção civil, está incluso nos grupos para terem prioridades para tomada da vacina contra covid-19.

ANÚNCIO

Leia também

Com mudanças nos grupos de vacinação, ainda não há um cronograma de aplicação das doses de vacina na construção civil

Com tais mudanças, o total de pessoas previstas para receber as doses entre os grupos prioritários, além dos da construção civil, salta de 65 milhões para mais de 75 milhões. Ainda não se tem um cronograma de aplicação das duas doses de vacina entre tais grupos, dentre eles o pessoal da construção civil.

O ministério da saúde informou em nota que “os cronogramas de distribuição das doses com os grupos prioritários correspondentes serão divulgados por meio de informes técnicos”.

“Cabe esclarecer que todos os trabalhadores da saúde serão contemplados com a vacinação, entretanto a ampliação da cobertura desse público será gradativa, assim como os demais públicos prioritários elencados na segunda edição do plano, conforme disponibilidade de vacinas”, diz nota.

Plano de vacinação do Ministério da Saúde conta com mais de 350 milhões de doses de vacina contra a covid-19

Em plano estabelecido pelo Ministério da Saúde, o órgão diz ter mais de 350 milhões de doses contratadas para vacinação contra a covid-19, das quais 212 milhões seriam da AstraZeneca/Fiocruz, 100 milhões do Butantan/Sinovac e 42,5 milhões do consórcio Covax Facility.


⇒ Participe dos nossos grupos do Telegram e fique atento a todas as notícias do mercado de energia, empregos, projetos e outros assuntos microeconômicos do Brasil. Nossas informações sempre são direto das fontes e atualizadas. Acesse o Nosso Telegram aqui.

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.