Total inicia terceira fase do campo offshore de petróleo e gás de Mero, situado no pré-sal da Bacia de Santos

Kelly
por
-
17-08-2020 09:07:11
em Petróleo, Óleo e Gás
Total inicia terceira fase do campo offshore de petróleo de Mero, situado no pré-sal da Bacia de Santos FPSO em alto mar/ Imagem: Divulgação

A meta da Total é atingir uma produção de 150.000 barris de petróleo por dia no Brasil, através de operações no campo de Mero, no offshore da Bacia de Santos

A Total e seus parceiros tomaram a decisão de investimento para a terceira fase do projeto Mero (bloco Libra), localizado no Bloco de petróleo offshore de Libra, há 180 quilômetros da costa do Rio de Janeiro, no pré-sal da Bacia de Santos. Na última sexta-feira (14), a Petrobras assinou uma carta de intenções com a MISC da Malásia para afretamento de FPSO para o campo de Mero.

Veja também outras notícias

O projeto incluirá o FPSO Mero 3 que terá uma capacidade de processamento de 180.000 barris por dia e deverá iniciar operações em 2024. Ele segue as decisões de investimento para os FPSOs Mero 1 (inicialização prevista para 2021) e Mero 2 (inicialização prevista para 2023), ambos de que têm a mesma capacidade de processamento de fluidos.

“A decisão de lançar Mero 3 marca um novo marco no desenvolvimento em grande escala dos vastos recursos de petróleo do campo de Mero – estimados em 3 a 4 bilhões de barris. Está em linha com a estratégia de crescimento da Total no offshore brasileiro, com base em projetos gigantes que possibilitam a produção a custos competitivos, resilientes diante da volatilidade do preço do petróleo ”, disse Arnaud Breuillac, Presidente de Exploração e Produção da Total.

“O projeto Mero contribuirá para a produção do Grupo de 2020 em diante e temos como meta uma produção de 150.000 barris por dia no Brasil até 2025”, completou o executivo.

O campo Mero está em pré-produção desde 2017 com o FPSO Pioneiro de Libra de 50.000 barris por dia. O Consórcio Libra é operado pela Petrobras (40%) como parte de uma parceria internacional que inclui Total (20%), Shell Brasil (20%), CNOOC Limited (10%) e CNPC (10%). A Pré-Sal Petróleo (PPSA) administra o Contrato de Partilha de Produção de Libra.

Total no Brasil

A Total está presente no Brasil há mais de 40 anos e possui mais de 3.000 funcionários no país. O Grupo atua em todos os segmentos: exploração e produção, gás, energias renováveis, lubrificantes, produtos químicos e distribuição.

O portfólio de Exploração e Produção da Total inclui atualmente 24 blocos, com 10 operados. Em 2019, a produção do Grupo no país era em média de 16.000 barris de petróleo por dia. Em outubro de 2019, um consórcio liderado pela Total conquistou o Bloco C-M-541, localizado na Bacia de Campos, na 16ª Rodada de Licitações da Agência Nacional do Petróleo (ANP).

Em 2017, a Total e a Petrobras formaram uma Aliança Estratégica que engloba exploração e produção e atividades de gás, energias renováveis ​​e energia. Por meio da Aliança, os dois grupos estão implementando projetos de P&D em temas como inteligência artificial para ganhos de eficiência, com aplicações diretas no Brasil. A Total entrou no mercado de distribuição de combustíveis no Brasil com a aquisição em dezembro de 2018 das atividades de distribuição do Grupo Zema. A Total possui, assim, uma rede de 280 postos de serviços, além de diversos depósitos de produtos de petróleo e etanol.

Tags:
Kelly
Engenheira de Petróleo especialista em Eficiência Energética e pós-graduada em Engenharia Civil; Possui experiência em atividades na indústria petrolífera onshore. Entre em contato para sugestões de pauta, postar vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.