SBM é autorizada a concluir aquisição da participação Constellation em cinco FPSOs no Brasil

SBM Constellation FPSOs no Brasi

A SBM  já era o acionista majoritário das entidades relacionadas e a operadora desses FPSOs e foi a parceira local da Constellation na disputa pelos contratos de afretamento dos FPSOs da Petrobras.

A holandesa SBM Offshore, recebeu a aprovação do Cade nesta terça-feira, 22 de outubro, para consumar a aquisição da participação Constellation anteriormente conhecido como Queiroz Galvão Óleo e Gás SA. Nós do Clique Petróleo e Gás anunciamos nesta sexta, 18,  sobre o caso, clique aqui e entenda.

Ao todo são 5 embarcações FPSOs da Constellation em operação no Brasil. O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a transação, sem restrições.

A SBM  já era o acionista majoritário das entidades relacionadas e a operadora desses FPSOs e foi a parceira local da Constellation na disputa pelos contratos de afretamento dos FPSOs da Petrobras

Os FPSOs são Cidade de Paraty, Cidade de Ilhabela, Cidade de Marica, Cidade de Saquarema e Capixaba. A participação da Constellation em cada um dos FPSOs é de 20%, 12,75%, 5%, 5% e 20%, respectivamente.

“Para a SBM, faz sentido adquirir os ativos FPSO, especialmente considerando a sensibilidade do afretamento, manutenção e operação dos FPSOs e a incerteza de ter um eventual parceiro de joint venture não escolhido pela SBM e com quem a SBM não possui um bom relacionamento”, disse a SBM ao Conselho.

Constellation inicia perfuração de poços terrestres no Amazonas

No estado do Amazonas, a Sonda VIII da Constellation começou a operar o seu contrato com a Eneva para a perfuração de poços no Campo de Azulão. O anuncio foi feito no perfil da rede social da empresa em 17 de de outubro.

A expectativa é que sejam gerados 1.000 empregos em Roraima e mais 1.000 empregos no Amazonas nesta primeira fase do empreendimento.

A empresa declara, “Para nós é um prazer poder contribuir com o projeto da Eneva de desenvolvimento e produção de gás para geração de energia pela nova termoelétrica de Jaguatirica II, a ser instalada também pela Eneva, no município de Boa Vista, Roraima”.

Um passo simples para se trabalhar embarcado mas poucos conhecem...

Um dos mercados mais almejados para profissionais que desejam trabalhar no mar é o offshore, principalmente em embarcações e grandes navios. Apesar de pouco divulgado, este é um mercado dinâmico, com boa remuneração e escalas de folgas diferenciadas, em algumas empresas trabalha - se 6 meses por ano apenas.

Se você deseja saber o caminho para se trabalhar em navios de cruzeiro, embarcações de apoio e marcante, assista o vídeo revelador que tenha ajudado muitas pessoas no Brasil a ingressar neste mercado aqui.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.