Início Refinaria Lubnor é vendida pela Petrobras por mais da metade de seu valor, segundo Ineep

Refinaria Lubnor é vendida pela Petrobras por mais da metade de seu valor, segundo Ineep

27 de maio de 2022 às 18:43
Compartilhe
Siga-nos no Google News

O preço pelo qual a Refinaria Lubrificantes e Derivados do Nordeste, Lubnor, foi vendida pela Petrobras não corresponde ao seu valor real

O valor passado pela Petrobras para a venda da refinaria Lubnor, no Ceará, retrata pouco mais da metade, cerca de 55%, do preço real da refinaria, de acordo com cálculos feitos por analistas do Ineep (Instituto de Estudos Estratégicos de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis). Ainda de acordo com o estudo realizado, a refinaria Lubnor vale, pelo menos, US$ 62 milhões, ao passo que o valor negociado pela Petrobras é de US$ 34 milhões.

A Petrobras – que está com edital aberto para contratação de serviços de manutenção – tornou público, no fim da tarde desta quarta-feira, 25, que firmou contrato com a empresa Grepar Participações para a venda da refinaria Lubnor. A empresa Grepar possui contribuições das empresas Grecor Investimentos em Participações Societárias Ltda., Greca Distribuidora de Asfaltos Ltda. e Holding GV Participações S.A.

Artigos recomendados

O estudo feito pelo Ineep mostra dois cenários-base e declara um piso cambial de cerca de US$ 5,08 e um máximo de US$ 5,70, faixa escolhida em função da alta inconstância cambial da economia do Brasil. A partir dos dois cenários traçados pelo Ineep e os preços do dólar, a pesquisa conclui que a refinaria Lubnor pode ter preço entre US$ 62 milhões e US$ 70 milhões.

Trabalhe no Setor Eólico do Brasil

Cálculo feito para prever o valor da refinaria Lubnor da Petrobras usou o método FCD

A base do cálculo foi feita utilizando-se o método do FCD, Fluxo de Caixa Descontado que tem como base o valor inserido nos fluxos de caixa, planejando-os para o futuro. Do resultado, são reduzidas a taxa que reflete o risco do negócio, as despesas de capital (aplicação em capital fixo) e as carências extras de giro, segundo informa o Ineep em nota.

Tendo em vista que a Petrobras não presta informações exclusivas sobre cada refinaria, para se estimar os lucros e despesas da refinaria Lubnor, o Ineep informou que fez uma capitação dos dados que foram disponibilizados pela Petrobras.

Para mais, para os cálculos feitos para a refinaria Lubnor da Petrobras, foi considerado que os planejamentos de lucro futuro vão poder variar em função dos argumentos adotadas para o valor de petróleo produzido pela Petrobras, porém, segundo o Ineep, “mesmo levando em consideração as variações”, não pode ser observado cenário algum em que o valor do ativo estivesse no valor negociado para a Lubnor pela Petrobras”.

A refinaria Lubnor têm capacidade de processar cerca de 8 mil barris diariamente e é uma das líderes do país no setor de produção de asfalto, além de ser a única representante do país que é capaz de produzir lubrificantes naftênicos.

Sobre a Lubnor

A refinaria da Petrobras Lubnor, foi inaugurada no ano de 1966 e ocupa uma área total de 218 mil metros quadrados, produz aproximadamente 235 mil toneladas anuais de asfaltos e 73 mil metros cúbicos anuais de lubrificantes naftênicos. Além de ser produtora de asfalto, a Lubnor também distribui asfalto para nove estados das regiões Norte e Nordeste. Todo o petróleo usado pela Lubnor é do tipo ultra pesado, ou seja, 85% é proveniente do Espírito Santo e os outros 15% do Ceará. De todo petróleo produzido, 62% do seu volume é encaminhado para produzir asfalto, abastecendo todos os estados do Nordeste, e cerca de 16% são investidos na produção de lubrificantes naftênicos.
São utilizadas pela refinaria duas estruturas portuárias, o Porto do Mucuripe localizado em Fortaleza, e o Terminal de Pecém na região de São Gonçalo do Amarante.

A refinaria possui uma área total de 0,4 km² e possui mais três unidades, Unidade de Lubrificantes – ULUB, Unidade de Processamento de Gás Natural – UPGN e a Unidade de Vácuo – UVAC, com uma capacidade total de 8 mil barris diários.

Relacionados
Mais recentes