Início Refinaria Duque de Caxias (Reduc) da Petrobras conclui sua primeira operação de cabotagem de Diesel S10

Refinaria Duque de Caxias (Reduc) da Petrobras conclui sua primeira operação de cabotagem de Diesel S10

24 de agosto de 2020 às 14:00
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Refinaria Duque de Caxias (Reduc) conclui sua primeira operação de cabotagem de Diesel S10
Escoamento do combustível por navios eleva competividade da Petrobras. A Refinaria Duque de Caxias (Reduc) tem capacidade para produzir 150 mil m³ de Diesel S10 por mês

Escoamento do combustível por navios eleva competitividade da Petrobras na cabotagem. A Refinaria Duque de Caxias (Reduc) tem capacidade para produzir 150 mil m³ de Diesel S10 por mês

Petrobras informa em fato relevante que em 9 de agosto, a sua Refinaria Duque de Caxias (Reduc) concluiu sua primeira operação de cabotagem (transporte por modal marítimo dentro das águas costeiras do país) de Diesel S10. STF bate martelo e Governo do Rio terá que pagar R$ 2 bi de indenização sobre desapropriação de terreno da refinaria de Manguinhos Refit

Confira vagas e outras notícias sobre a Petrobras

A operação contou com um carregamento de 25 mil metros cúbicos de diesel para o Terminal Aquaviário da Baia da Guanabara – RJ, de onde o produto foi transportado por navio até o Porto de Paranaguá – PR.

A Refinaria Duque de Caxias (Reduc) tem capacidade para produzir 150 mil m³ de Diesel S10 por mês. Segundo o informe da Petrobras, até o primeiro semestre deste ano, o sistema logístico interno segregado de operação do Diesel S10 só permitia movimentações de bombeio para as companhias distribuidoras ao redor da refinaria.

Com a pandemia causada pelo novo coronavírus e a redução da demanda por diesel na região do Rio de Janeiro, a refinaria Duque de Caxias (Reduc) realizou manobras internas e condicionamentos de lastro de forma a viabilizar o escoamento do combustível através de sua interligação com o Terminal Aquaviário da Baia da Guanabara, no qual já são realizadas normalmente operações de cabotagem e exportação de outros produtos, como óleo combustível exportação, bunker 0,5%, gasolina S10, nafta petroquímica, diesel marítimo e S500, entre outros.

“Novas operações de cabotagem já estão sendo programadas com o Diesel S10 produzido na Reduc. Com os níveis atuais da demanda local, a refinaria Duque de Caxias tem condições de cabotar entre 60 e 70 mil m³ do produto por mês”, explica o gerente setorial de Programação da Produção da Reduc, Gabriel Amorim.

Sobre o mercado do diesel

“A disponibilização deste volume impacta diretamente na redução do volume importado para atender o mercado nacional de diesel e aumenta a competitividade da Petrobras frente aos agentes importadores do setor”, afirmou a estatal em comunicado

Segundo o gerente de Programação de Produção da área Industrial, Adriano Cesar de Medeiros Valentim, “diante do reaquecimento do mercado de Diesel S10 no Brasil, o escoamento de S10 pela Reduc para atender áreas de cabotagem ou mesmo de suporte a mercados com maior demanda permite que a Petrobras seja ainda mais competitiva e aumente a confiabilidade de suprimento de diesel, possibilitando, ainda, elevar o fator de utilização da refinaria”.

Relacionados
Mais recentes