R$100 milhões serão investidos no mercado de energia solar de Minas Gerais

Valdemar Medeiros
por
-
05-03-2021 17:00:12
em Energia Renovável
Energia solar - Minas Gerais - mercado Placa solar e equipamentos de energia solar -Fonte: Ilustração

A expectativa para o investimento no mercado de energia solar em 2021, em minas gerais, é de 100 milhões

Sicredi fechou o ano de 2020 com mais de R$ 58 milhões liberados em financiamentos para unidade de geração de energia solar no estado de Minas Gerais. É um avanço significativo se relacionado ao ano anterior, quando foram liberados R$ 12.600 para os investimentos em energia solar. A expectativa é de que os números continuem crescendo em 2021, ultrapassando os R$ 100 milhões em investimento no mercado de energia solar.

Leia também

As boas expectativas estão alicerçadas em todo o potencial de crescimento da energia solar não só em Minas Gerais, como em todo o Brasil. O Vice-presidente da Central Sicredi Sul/Sudeste, Márcio Port ressalta que o setor ainda é pouco explorado no País, o que mostra que ainda há muito espaço para se expandir.

“A energia solar representa somente 1,7% da nossa matriz energética. Tem muito espaço para crescer” acrescenta ele.

Mercado de energia solar em Minas Gerais no ano passado

Somente no ano de 2020, foram financiados 652 equipamentos do setor nas 39 cidades contempladas pela atuação do Sicredi em Minas Gerais. O número é bem maior do que o verificado em 2019, que foi de 113 em Minas Gerais.

A instituição financeira cooperativa, que atualmente conta com 44 agências em Minas Gerais, espera chegar a 83 até o fim deste ano. Além disso, deverá aumentar a sua área de abrangência para aproximadamente 70 municípios.

Um dos fatores que contam a favor do mercado de energia solar no Estado e no Brasil, diz, é a própria irradiação solar, que é maior do que a de alguns países europeus em que o setor é mais avançado.

De acordo com dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), o Estado é o primeiro no ranking de geração solar distribuída, responsável por 19,6% do parque brasileiro. Outro fator que influencia esse mercado e consequentemente os financiamentos relacionados ao segmento de energia solar, afirma o vice-presidente da Central Sicredi Sul/Sudeste, é o período de retorno do investimento, que é de algo em torno de cinco anos. “Já a vida útil dos equipamentos é de cerca de 25 anos”, diz ele.

Mercado de energia solar no Brasil

O mercado de energia solar conseguiu bater recordes em 2020, mesmo durante a pandemia. A instalação de painéis cresceram cerca de 70% no ano passado, gerando 7,5 gigawatts.

Por mais que 2020 tenha sido um ano bom para a indústria, vale lembrar que é apenas a ponta de um iceberg que vem crescendo há 10 anos. Isso se deve porque o preço dos equipamentos caiu quase 90% por causa de facilidades dadas pelo governo, deixando essa tecnologia cada vez mais acessível aos consumidores em geral.

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.