R$ 12 milhões serão investidos em nova fábrica de geradores de painéis de energia solar, no Complexo do Pecém, no Ceará

Roberta Souza
por
-
26-06-2021 10:53:01
em Economia, Negócios e Política
Fábrica – energia solar – Ceará Painéis de energia solar/ Fonte: G1-Globo

A Renovigi Energia Solar implantará nova fábrica no Complexo do Pecém, no Ceará, de painéis fotovoltaicos para a geração de energia solar

Após a assinatura de um memorando de entendimento com o Governo do Ceará, assinado na manhã de sexta-feira (25/06), a empresa catarinense Renovigi Energia Solar espera iniciar as operações de sua nova fábrica no estado até o final deste ano. Segundo Gustavo Martins, presidente da Renovigi, o investimento total é de R$ 150 milhões, valor que inclui a instalação da linha de montagem (R$ 12,5 milhões), além da aquisição da matéria-prima, capital de giro, equipamentos, investimentos na distribuição, dentre outros. Veja ainda: Nova fábrica de produtos lácteos será construída no estado do Ceará. R$ 50 milhões serão investidos e novos empregos serão gerados

Detalhes sobre a nova fábrica de geradores de energia solar, no Ceará

A Renovigi promete realizar investimentos de R$ 12 milhões na construção ou locação de dois galpões industriais – para abrigar a fábrica de montagem dos painéis de energia solar e outro para um Centro de Distribuição dos produtos. Os imóveis estão sendo locados pela Companhia de Desenvolvimento do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP S/A), que administra o chamado Complexo do Pecém, incluindo o porto marítimo e a ZPE.

O investimento para a implantação de sua fábrica montadora de painéis de energia solar e de seu centro de distribuição é, aparentemente, pequeno, mas a Renovigi Energia Solar estima que mobilizará R$ 250 milhões em capital de giro e que seu faturamento anual, que a partir de 2022 chegará a R$ 2 bilhões. A Renovigi importará os painéis e todos os insumos necessários a sua instalação, razão pela qual é expressiva a necessidade de capital de giro.

Escolha do Ceará para instalação da nova fábrica

Gustavo Martins, presidente da Renovigi, diz que a escolha do Ceará foi estratégica para a Renovigi, tanto pelos programas de incentivo aos renováveis deste estado como também pela infraestrutura. A fábrica ficará dentro do Complexo Industrial e Portuário do Pecém, o que facilitará que a matéria-prima chegue da Ásia pelos navios que atracarão no porto. Nesta primeira etapa de instalação, produção e distribuição de materiais, é previsto investimento de R$ 150 milhões, diz Martins.

O presidente da Renovigi ainda diz que a opção pelo Ceará foi mais pelo plano estratégico voltado para energias renováveis e por uma questão logística. Gustavo diz que o estado do Ceará pode receber os materiais por um porto eficiente e a localização do Ceará, que está em uma posição central, favorece a distribuição para clientes no Norte e no Nordeste.

Capacidade de produção da nova unidade de geradores de painéis de energia solar

A fábrica no Ceará estima a produção de cerca de 600 sistemas de geração por mês, o que representa 7.200 sistemas por ano. De acordo com a empresa, a comercialização dos sistemas será voltada principalmente aos estados do Nordeste, e em escala menor para o Norte. As duas regiões representam hoje 22% das vendas da companhia e a expectativa é que passem a responder por 30%. A unidade em Pecém será a terceira da empresa no país e as outras duas fábricas estão localizadas em Louveira (SP) e outra em Itajaí (SC).

A nova unidade de montagem industrial mira o potencial o crescimento dos negócios no Nordeste, onde a empresa possui 535 credenciados, que são os parceiros e integradores da empresa na venda direta aos clientes.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos