Propriedade industrial: Tupy entra com pedido de patente de um novo conceito de bloco de motor de ferro fundido voltado à aplicação em veículos híbridos.

Tupy, veículos elétricos, patente, bloco de motor Imagem: Tupy. Fonte: tupy




Um novo conceito de bloco de motor de ferro fundido em desenvolvimento para aplicação em veículos híbridos pela Tupy, em parceria com a Ricardo-PLC, empresa global referência em engenharia, será apresentado em congressos internacionais em 2022

A Tupy, empresa multinacional brasileira do setor de metalurgia, requereu recentemente a patente de um novo conceito de bloco de motor de ferro fundido, dedicado a veículos híbridos. Esta é uma alternativa para aplicação em veículos híbridos, alcançando peso aproximadamente 5% inferior aos componentes feitos em alumínio.

O projeto foi desenvolvido pela empresa em parceria com a Ricardo-PLC, uma empresa global referência em engenharia e consultoria ambiental. A Ricardo-PLC também é especializada nos setores de transporte, energia e recursos escassos, é uma alternativa para aplicação em veículos híbridos.

A substituição de carros movidos a combustão por veículos híbridos e totalmente elétricos tem ganhado destaque diante da necessidade de reduzir emissões de poluentes em todo o planeta. Esse movimento da indústria automotiva vem impulsionando a demanda por metais não ferrosos e soluções tecnológicas alternativas que viabilizem a aplicação em veículos híbridos.

Leia também

A solução desenvolvida no novo conceito de bloco de motor de ferro fundido utiliza do conhecimento e experiência da Tupy no desenvolvimento de ligas metálicas para veículos híbridos. Hoje, com o Compacted Graphite Iron (CGI), podemos dizer que os blocos que o utilizam têm a mesma robustez e resistência do ferro, contudo, eles são mais leves, similares aos blocos de alumínio.

Segundo o diretor da Tupy Tech, frente de P&D disruptivo da Companhia, o senhor André Ferrarese, “Neste projeto, avançamos e conseguimos oferecer um peso cerca de 5% abaixo dos componentes em alumínio, o que é bastante desafiador, considerando que a densidade do ferro em relação ao alumínio é quase três vezes maior. Na validação da prova de conceito, além da adequada resistência estrutural, observamos benefícios adicionais como a redução de ruído”.

Os detalhes do projeto serão apresentados em congressos internacionais, a partir de 2022. A propriedade industrial é um dos tipos de propriedade intelectual que tem o seu foco de interesse voltado para a atividade de registro e concessão de Marcas, Patentes, Desenho Industrial, Transferência de Tecnologia, Indicação Geográfica, Programa de Computador e Topografia de Circuito Integrado.

As invenções com finalidade industrial são protegidas pela propriedade industrial. O órgão responsável para o registro de quaisquer um dos tipos de propriedade intelectual é o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). 

Conheça mais sobre a Tupy Tech

A Tupy Tech é uma multinacional brasileira que desenvolve e produz componentes estruturais em ferro fundido de elevada complexidade geométrica e metalúrgica. Essas soluções de engenharia são aplicadas nos setores de transporte, infraestrutura, agronegócio e geração de energia e contribuem com a qualidade de vida de milhares de pessoas.

Essenciais para a sociedade, os produtos da Tupy estão no dia a dia de todos. A inovação tecnológica envolvida na produção e na criação destas peças é a especialidade da empresa, que em seus mais de 80 anos de história, já promoveu o acesso à saúde, ao saneamento básico, à água potável, à produção e distribuição de alimentos e ao comércio global para muitas regiões no Brasil e no mundo.

Sua produção se concentra nas fábricas brasileiras, em Betim/ MG, Joinville/SC e Mauá/SP. Já no exterior, a sua produção concentra-se nas cidades de Aveiro, em Portugal, e em Saltillo e Ramos Arizpe, no México. Além disso, possui escritórios comerciais na Alemanha, Brasil, EUA e Itália. 

Sites Parceiros

Publicidade




Tags:
Luciana Ramalhao
Arquiteta e Urbanista e Mestre em Planejamento e Desenvolvimento Urbano Regional. Conhece inúmeros projetos distribuídos em quase 20 países pelos quais já visitou. Além da construção civil, atua como pesquisadora científica e copywriter. Atualmente mora no Canadá, onde está fazendo mais uma especialização.